Tag Archives: ABC Paulista

ABC registra terceiro caso de meningite em março

O ABC Paulista registrou terceiro caso de meningite no mês de março. Na última sexta-feira (08/03), o Colégio Petrópolis, de São Bernardo, informou aos pais que um dos alunos está com a doença.

“Gostaríamos de solicitar atenção especial aos sintomas respiratórios, dor de cabeça, vômitos, febre e manchas pelo corpo. Além disso, sugerimos a verificação da carteira de vacinação de seus filhos e a orientação de um médico de confiança. Em caso de algum sintoma, solicitamos que procurem atendimento médico antes de retornar à escola”, informou o colégio.

O caso mais conhecido neste mês foi o de Arthur Lula da Silva, de 7 anos, neto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que morreu em 1º de março, vitima de meningite bacteriana. Ele estudava no Colégio Darwin, de São Bernardo e morava em Santo André.

Um dia depois da morte de Arthur, foi registrado o segundo caso de meningite de um aluno do Colégio Camminare, situado na Vila Metalúrgica, em Santo André.

Essa doença é uma inflamação das meninges, membranas que revestem o cérebro e a medula espinhal. A meningite pode ser por bactérias, como o foi caso do neto do Lula, fungos, processos infecciosos ou vírus. Com exceção de Arthur Lula, os outros dois casos foi meningite viral.

Profissionais de imprensa do ABC assinam Manifesto à favor da Liberdade de Imprensa

Um grupo de profissionais de imprensa do ABC Paulista e colegas da Bahia, jornalistas, publicitários, radialistas, apresentadores e chargistas, assinaram um manifesto em defesa da liberdade de imprensa e contra o candidato do PSL, Jair Bolsonaro.

No documento intitulado “Manifesto pela Permanente Liberdade de Imprensa”, os profissionais pontuam os constantes ataques sofridos por grupos do candidato e elencam o papel fundamental da imprensa para o país. Veja o documento abaixo.

Manifesto pela Permanente Liberdade de Imprensa

Em memória de Vladimir Herzog

Diante da delicada situação que assola o país, devido ao processo eleitoral em que o sentimento de ódio se sobrepõe aos sentimentos de esperança e união para mudarmos positivamente o Brasil, nós, profissionais de imprensa da região do Grande ABC, resolvemos nos manifestar.
Não seria correto nos calarmos diante do perigo iminente que a imprensa e seus profissionais correm mediante o processo claro de intimidação, opressão e desqualificação do trabalho jornalístico no Brasil, veículos e profissionais estão sendo desmoralizados por um exército do ódio, a mando de um capitão que rotula como “fake news” toda e qualquer notícia que não tenha sua aprovação pessoal.
O escrutínio jornalístico e o compromisso básico com a verdade dos fatos estão sendo atacados em decorrência de um projeto político obscuro.
Projeto este que tem os insultos às minorias, a apologia à tortura, a desqualificação da mulher como pontos conhecidos do discurso predominante.
O momento não é apenas de negar este projeto com a frase #EleNão.
É hora de afirmarmos para o país aquilo que queremos para as futuras gerações. a mesma maneira, também repudiamos ações para tolher a liberdade de imprensa advindas do Poder Judiciário, como recentes e arbitrárias proibições de entrevistas impostas pelo Supremo Tribunal Federal à Folha de S. Paulo, El País e outros meios de comunicação.
A liberdade de imprensa não pode ser relativizada.
Queremos uma sociedade justa e igualitária, em que não exista sequer homenagem ao regime que matou jornalistas e pessoas que lutaram pela liberdade de expressão e escolha.
Queremos ser julgados pelo nosso caráter e não pela cor da pele, orientação sexual, raça, credo ou lado político. Pela liberdade, assinam:

Aline Melo
Andressa Dantas
Arnaldo Silva
Bruna Serra
Camilla Feltrin
Carlos Alberto Buzano Balladas
Carlos Alberto Reis Sampaio
Cauê Gomes
Cibeli Leão
Cintia Alves
Cleber Juliano
Daniel Alcarria
Daniel Tossato
Daniel Vila Nova
Danilo Meira
Don Ernesto Guevara
Eduardo Guimarães
Fabio Bezza
Fernando Machado
Gustavo Mendonça
Isaac Ramiris Zetune
Joaquim Vidal
José Roberto de Ponte
Júlia Sanches
Luana Arrais
Lucas Rogério
Luís Carlos Nunes
Luís Izidoro
Luiza Lemos
Marcos Fidelis
Marcos Lu
Odair Capelari Junior
Paulo Sergio Cardoso
Raimundo José da Silva
Rafael Ventura
Raphael Bettega
Renato Magrini
Rita Palladino
Roberto de Sena
Rogério Aparecido Bregaisa Júnior
Rogério Junior
Samuel Boss
Santiago Carvalho Sequeira
Silvia Helena Duarte
Valdo Rocha
Vinícius Dominichelli
Vinicius Galvani
Vitor Lima
Vivian Silva
Wagner Lima

Mulheres estão sendo utilizadas como “mulas” a serviço do tráfico no ABC Paulista

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), divulgou informações sobre as apreensões do fim de semana, 15 e 16 de setembro, em presídios da região do ABC Paulista. Todos os casos foram registrados por meio de boletim de ocorrência e os visitantes flagrados foram automaticamente suspensos do rol de visitas. Em cada uma das apreensões, os presos foram isolados e respondem a Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade daqueles que receberiam os materiais ilícitos. O termo é utilizado no meio policial para pessoas quando pessoas realizam o transporte ou entrega de porções de drogas.

Santo André

   

No Centro de Detenção Provisória (CDP) de Santo André, durante todo o final de semana (15 e 16) foram flagradas três visitantes tentando levar entorpecente para dentro da unidade. As mulheres esconderam o ilícito com características à maconha na costura de suas calças e de roupa íntima (top). Os casos foram encaminhados ao 4° Distrito Policial de Diadema para registro de Boletim de Ocorrência e demais providências cabíveis diante das faltas.

Mauá

Com pacotes de entorpecente análogo à maconha, a companheira de um detento foi flagrada no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Mauá, no último domingo (16). O material foi visto na barra de sua calça após a mesma passar pelo scanner corporal para procedimento padrão de revista. Dois pacotes da substância estavam costurados junto à calça. A visitante foi encaminhada ao 1° Distrito Policial de Mauá para registro de Boletim de Ocorrência e demais procedimentos.

São Bernardo do Campo

Com invólucros contendo entorpecentes, três visitantes do Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Bernardo do Campo foram flagradas pelos agentes de segurança. Dentro dos invólucros estavam substâncias análogas à maconha e à cocaína. Em um dos casos registrado no sábado (15), a mulher confessou que recebeu o ilícito na noite anterior e o entregaria ao seu companheiro. O invólucro, assim como nos outros dois flagrantes, estava introduzido na genitália das visitantes.

Diadema

Durante a manhã de domingo (16), no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Diadema, uma anormalidade na região da pélvis de uma visitante foi detectada pelo aparelho de scanner corporal. A mulher passava pelo procedimento de revista quando os agentes identificaram um invólucro introduzido em sua genitália. No pacote continha substâncias ilícitas características à maconha e à cocaína. O conteúdo foi recolhido pelos agentes de segurança e a visitante foi encaminhada ao 1° Distrito Policial de Diadema para realização de Boletim de Ocorrência.

 

Mulheres continuam sendo usadas para levar drogas e celulares para cadeias do ABC Paulista

Santo André

Mulher escondeu cocaína e maconha em absorvente íntimo mas foi flagrada pelo scanner

No Centro de Detenção Provisória (CDP) de Santo André, no sábado (8), os servidores de plantão constataram uma anormalidade na região abdominal de uma visitante, que passava por revista no scanner corporal. Ao ser encaminhada para local apropriado para revista manual, foi observado que a mulher levava substâncias características à maconha e à cocaína em seu absorvente íntimo.

Ainda no mesmo dia, outra visitante tentou entrar na unidade penitenciária de Santo André com ilícitos. Dessa vez, o material escondido era um aparelho celular que estava introduzido em seu corpo. O volume anormal na região abdominal da mulher foi visto pelo scanner corporal.

Os casos foram encaminhados ao 4° Distrito Policial de Santo André, onde foram registrados Boletins de Ocorrência para demais procedimentos cabíveis.

São Bernardo do Campo

Agentes do Centro de Detenção Provisória (CDP) “Dr. Calixto Antônio”, de São Bernardo do Campo, apreenderam entorpecente análogo à maconha com uma visitante da unidade. O fato foi registrado no último domingo (9), enquanto a mulher aguardava para passar por revista no aparelho body scanner.

Os agentes de plantão observaram um volume atípico na região dorsal, entre os ombros, da mulher que, ao ser questionada, afirmou ser a etiqueta do top que estava utilizando. Para realização de uma revista mais detalhada, a visitante foi encaminhada a local apropriado e o ilícito foi encontrado. Após recolhimento do entorpecente a mulher foi encaminhada ao 3° Distrito Policial de São Bernardo do Campo para registro de Boletim de Ocorrência.

Diadema

Durante o domingo (9), os agentes de segurança do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Diadema apreenderam uma visitante com entorpecente característico à maconha com um invólucro do ilícito introduzido em sua genitália.