Kiko Teixeira, em batalha jurídica, diz estar de alma lavada após decisão que cassa o diploma do prefeito Clovis Volpi

Repórter ABC | Luís Carlos Nunes – O ex-prefeito de Ribeirão Pires, Kiko Teixeira (PSDB), ocupou sua página na rede social Instagram para se pronunciar sobre a decisão proferida pelo Tribunal Regional Eleitoral que cassou o diploma do atual prefeito prefeito Clovis Volpi (PL) com mais de 47% dos votos válidos nas eleições de novembro de 2020.

De acordo com Kiko, durante o processo eleitoral ao qual foi derrotado, ele foi alvo de injustiças, mentiras e calúnias o que teria prejudicado a sua reeleição.

Segundo ainda afirmou em sua fala, provavelmente em breve, novas eleições serão convocadas em Ribeirão Pires.

“Hoje eu estou aqui com a alma lavada para dizer que a justiça foi feita na nossa cidade com a cassação do diploma do atual prefeito. Como vocês sabem, no ano passado durante o período eleitoral nós somos injustiçados com mentiras, com calúnias que prejudicaram muito a nossa campanha e a nossa eleição, mas na verdade, estava do nosso lado e essa verdade prevalece no dia de hoje com a cassação do diploma do atual prefeito. Provavelmente em breve teremos novas eleições e reestabeleceremos a justiça em Ribeirão Pires. Muito obrigado a todos vocês que nos acompanham”.

Durante o período eleitoral de 2020, Kiko já havia se pronunciado que o problema jurídico de Clovis Volpi se deu dois dias após o reconhecimento da legalidade do registro de candidatura.

Informações oficiais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), apontam que o ex-prefeito Kiko concorreu naquele pleito sob limitar o que lhe garantiu o seu registro de candidatura.

Nos canais da corte máxima eleitoral do país, a sua votação recebida foi anulada e está sob judice, conforme verifica-se abaixo.

Kiko vem travando exaustivas batalhas mau sucedidas junto ao Superior Tribunal de Justiça para reverter a sua condição de inelegível. Ele foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa após condenação por improbidade administrativa, quando prefeito da cidade de Rio Grande da Serra.

Conforme noticiou o Repórter ABC, ainda na tarde desta 4ª feira (21.jul.2021), o prefeito Clovis Volpi fez pronunciamento sobre o acontecido, segundo o prefeito, em fala tranquilizadora, disse que medidas judiciais já estão sendo tomadas e que ainda há bom tempo para apresentar recurso.

“Meus advogados já estão organizando os embargos para serem apresentados ao TRE. Quero que todos fiquem tranquilos pois nós vencemos aqui em Ribeirão Pires em primeira instância e temos ainda um bom tempo para apresentar recursos que deve ser julgado em aproximadamente 45 ou 60 dias”.

Segundo ainda Volpi, se for o caso, ele irá recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), órgão que poderá decidir corte máxima eleitoral, em Brasília.

“A verdade é a seguinte, acreditamos que nossos embargos sejam acolhidos pelo TRE-SP, mas se for o caso, o Tribunal Superior Eleitoral é quem decidirá a veracidade desta discussão quanto a diplomação por conta do momento em que eu venci às eleição com quase 47% dos votos.

Estamos otimistas  porque esse é um processo que será decidido em Brasília porque nossos adversários vão recorrer de decisão favorável a nós, e nesse caso nós vamos recorrer, se necessário a Brasília.

Consultando os nossos advogados, eles me disseram que esses recursos podem demorar mais de um ano, e durante todo esse tempo nós estaremos nesta cadeira aqui da prefeitura, continuando com a nossa administração.

Fiquem tranquilos! Eu tenho certeza absoluta, tenho muita fé e muita confiança de que nós venceremos essa batalha judicial também e derrotaremos aqueles que nós derrotamos nas urnas também na justiça porque esta cidade precisa de alguém que a governe com o mão firme para que nós possamos voltar a crescer”, concluiu o prefeito Clovis Volpi”

Deixe uma resposta