Guarda de Ribeirão Pires terá patrulha em defesa da mulher

Formação para agentes municipais começa nesta semana e será atrelado ao trabalho de rondas nos bairros e videomonitoramento na cidade

Os Guardas Civis Municipais de Ribeirão Pires estão se preparando para o início de curso preparatório para rondas especiais de apoio a mulheres em situação de violência doméstica. Na próxima 5ª feira (22.jun.2021), equipe com oito agentes farão curso sobre a Lei Maria da Penha, capacitação especial para novo projeto que entrará em vigor ainda este ano com foco em policiamento vinte e quatro horas contra esse tipo de crime.

A especialização tem carga horária total programada para 95 horas de curso. Após essa formação, a tropa estará pronta para colocar em prática as rondas voltadas à defesa de mulheres que fazem boletim de ocorrência sobre agressão doméstica, ameaças e medidas protetivas.

“Estamos colocando em prática as ações voltadas à proteção dos moradores de Ribeirão Pires. Desde o início do ano, por exemplo, já estamos atuando com a Operação Bairro Seguro, trazendo rondas específicas para baixar a criminalidade nos locais onde há maior índice de roubos e furtos”, contou o secretário de Segurança Pública, Mobilidade Urbana e Defesa Civil, Coronel Carmo Junior.

Além da Operação Bairro Seguro, a Prefeitura de Ribeirão Pires intensificou o uso da sala de videomonitoramento para promover maior controle visual e garantir proteção aos moradores da cidade. São 36 câmeras instaladas em diversos pontos da cidade, além de três posicionadas estrategicamente na Rodovia Tibiriçá.

A central de videomonitoramento é equipada com quatro telas e três computadores, onde é possível acompanhar as imagens registradas em todas as câmeras – espalhadas na região central e em bairros como Ouro Fino; pontos turísticos como o Mirante Santo Antônio; e serviços públicos como o Hospital e Maternidade São Lucas.

Deixe uma resposta