Vereadores Guto Volpi e Amanda Nabeshima protagonizam diálogo civilizado sobre coleta seletiva e resíduos sólidos (VÍDEO)

Vereadores buscam soluções e caminhos para a destinação do lixo na cidade

Repórter ABC | Luís Carlos Nunes – Os vereadores Guto Volpi (PL) e Amanda Nabeshima (PTB) debateram durante a sessão legislativa desta 5ª feira (06.mai.2021) os serviços de coleta seletiva e destinação de resíduos sólidos de Ribeirão Pires.

A vereadora oposicionista Amanda apresentou o requerimento nº 0241/2021 solicitando ao Executivo Municipal, informações sobre os serviços de coleta e destinação dos resíduos sólidos da cidade.

Vereadora Amanda Nabeshima encaminhou requerimento ao executivo questionando coleta seletiva e destinação de resíduos sólidos

Para a parlamentar que requereu 6 questionamentos, é preciso saber qual a empresa responsável pela destinação final dos resíduos sólidos, valores pagos, se realmente haverá fixação de taxa do lixo e em caso afirmativo, se a referida taxa  contribuirá para alcançar as metas do Plano Municipal de Resíduos Sólidos na cidade.

“Eu fiz esse Requerimento, de uma suposta taxa, porque não chegou aqui nenhuma informação se vai acontecer ou não, mas eu gostaria muito que me respondessem essas perguntas porque não são só minhas dúvidas, mas de muitos munícipes que estão me procurando e perguntando sobre”, disse a camarista em seu pronunciamento.

O vereador Guto Volpi, presidente da Casa, se utilizando do tema livre, citou o relevante trabalho que é desempenhado pela Cooperpires, uma organização que exerce atividade de coleta de seletiva de lixo em Ribeirão Pires.

O vereador Guto Volpi enfatizou a importância em apoiar a Cooperpires e sobre ações que estão sendo executadas pela Câmara Municipal de ribeirão Pires

Em sua fala, Guto Volpi solicitou apoio para a Cooperpires para que o seu trabalho se expanda por toda a cidade.

“Nós temos aí uma cooperativa importante na cidade. É a Cooperpires que tem feita a coleta do lixo como pode na cidade de Ribeirão Pires. Eu acho que é um esforço que a gente tem que ajudar aqui se consolida cada vez mais. Ela passa por problemas e eu acho que a gente pode conseguir auxiliá-los até com emendas parlamentares para que a Cooperpires cresça”, falou.

Guto destacou ainda em sua fala o trabalho que está sendo implantado em sua gestão e que tem o apoio dos demais parlamentares.

“A câmara também tem feito seu papel, recebemos recentemente os containers para reciclar o lixo e isso parte de nós e da Câmara também, o que é um exemplo para estender para toda a cidade, o que eu acho muito legal”, argumentou.

Na conclusão de sua fala, exemplificando ao falar de resíduos sólidos específicos, o vereador reforçou a importância do trabalho que vem sendo realizado pela Cooperpires, que ainda que enfrente grandes dificuldades é um patrimônio da cidade e merece todo o apoio do poder público, dos vereadores, prefeito e da sociedade.

“O lixo eletrônico, é um lixo difícil de descartar mas é um lixo muito rico porque é um lixo que é composto até por pinguinhos de ouro ali naquelas placas eletrônicas ele vale muito dinheiro sim, mas tem que ser descartado corretamente principalmente questões de pilhas ou baterias de celulares e por aí vai acho que por aí vai. Aí eu volto na Cooperpires que é um patrimônio da cidade que a gente possa ajudá-lo a usar a melhorar a coleta e a gerar mais renda com isso”.

Deixe uma resposta