Austrália registra 1ª morte por COVID-19 em 2021

Óbito anterior foi em dezembro. País contabiliza 910 vítimas desde o início da pandemia

A Austrália, que está entre os países que melhor combatem a pandemia de COVID-19, relatou nesta 3ª feira (13.abr) sua 1ª morte pela doença em mais de 100 dias –a última morte documentada no país datava de 28 de dezembro.

A vítima, que morreu na 2ª feira (12.abr), era um homem de 80 anos que esteve nas Filipinas e foi internado em 25 de março, em um hospital na cidade de Brisbame, segundo informou o governo do Estado de Queensland.

Segundo a chefe do Escritório Médico de Queensland, Jeannette Young, o idoso recebeu o diagnóstico enquanto cumpria a quarentena, que é obrigatória a todas as pessoas que chegam de outros países, australianas ou não. O homem foi levado a um hospital, mas não resistiu e morreu na noite de 2ª feira.

A maior cidade de Queensland, Brisbane, e parte do Estado foram colocados sob lockdown no fim de março depois de as autoridades identificarem um grupo de casos de COVID-19 em pessoas que já estavam em quarentena. O isolamento forçado durou 3 dias na região. As restrições têm sido retiradas aos poucos.

De acordo com Young, o risco no Estado está controlado porque todas as pessoas que estavam no mesmo voo desse idoso já cumpriram a quarentena obrigatória e não podem mais transmitir o vírus. Como não há registro de transmissão comunitária do coronavírus, as medidas restritivas em Queensland serão totalmente retiradas na 5ª feira (15.abr). Máscaras não serão mais obrigatórias em locais públicos, e encontros entre pessoas não terão mais restrições.

Desde o começo da pandemia, foram registradas 910 mortes por COVID-19 na Austrália. A maioria dessas mortes ocorreu durante um pico registrado de agosto a setembro, quando a média móvel de casos chegou a 56 por dia. O país tem cerca de 25,3 milhões de habitantes.

No Estado de Queensland, desde o começo da crise sanitária, houve 7 mortes. O último tinha sido em abril de 2020 –há quase 1 ano.

Medidas da Austrália com a COVID-19

O sistema de testagem em massa, rastreio de contatos e imposição de lockdown em curto período sempre que aparecem casos de transmissão local de covid –como em Brisbane, no fim de março– tem surtido efeito na Austrália.

O país não teve nenhuma nova vítima do coronavírus desde dezembro de 2020, até a morte do idoso nesta 2ª feira. A Austrália já voltou a realizar shows e eventos esportivos.

Atualmente, as fronteiras da Austrália estão fechadas e só podem entrar no país cidadãos australianos ou residentes, membros imediatos da família ou viajantes que estiveram na Nova Zelândia nos 14 dias anteriores. Todos precisam cumprir uma quarentena de duas semanas. Navios de cruzeiros podem entrar em águas australianas, mas os passageiros e a tripulação não podem desembarcar.

Deixe uma resposta