Presidente do PDT, oscila entre manter ou rifar candidatura de Ciro ao Planalto

O presidente do PDT, Carlos Lupi, oscilou neste feriado entre manter a candidatura de Ciro Gomes (PDT) à Presidência da República em 2022 ou rifar o seu nome em apoio a uma candidatura viável contra Jair Bolsonaro. Ele deu declarações nos 2 sentidos nessa 5ª feira (1.abr.2021).

Em um 1º momento, em entrevista ao jornal Valor Econômico, Lupi afirmou que o PDT poderia apoiar outro nome. Ele ponderou, porém, que a ideia de candidatura própria continua sendo a prioridade do partido.

“Se houver a ameaça de continuidade de Bolsonaro, é uma hipótese que admito”, disse a respeito de recuar em uma candidatura própria.

“Se surgir nessa 3ª via um outro nome, que apresente um bom projeto, podemos conversar”, prosseguiu, a respeito da carta assinada por 6 presenciáveis, entre eles o próprio Ciro, em defesa da democracia na última 4ª (31.mar).

O manifesto se identificou como uma reação ao “autoritarismo” e uma defesa da “liberdade”. O texto foi divulgado na data que marcou o 57º aniversário do golpe militar de 1964, que é elogiado pelo atual presidente.

“É preciso ver o melhor nome, quem poderá derrotar Bolsonaro. Não podemos entrar nessa conversa com uma conversa com um projeto hegemônico, de fazer aliança desde que o candidato seja o meu”, argumentou.

No fim do dia, porém, o dirigente pedetista disse à revista Carta Capital que a candidatura é uma “decisão tomada”. “Queremos conquistar aliados para nosso projeto nacional de desenvolvimento que é personalizado pelo Ciro”, disse Lupi.

Candidaturas

Ciro Gomes foi candidato a presidente em 2018 e ficou em 3º lugar. Ele teve 13.344.366 votos, ou 12,47% do total. O ex-governador do Ceará e ex-ministro de Itamar Franco e Luiz Inácio Lula da Silva também foi candidato em 1998 e em 2002 pelo PPS.

Em 98, ele ficou em 3º lugar, atrás de Fernando Henrique Cardoso (que foi reeleito) e Lula. Teve 7 426 190 votos, 10,97% do total. Em 2002, ficou em 4º lugar, com 10 170 882 votos, atrás de Lula, José Serra e Anthony Garotinho. Teve 11,97% dos votos.

Deixe uma resposta