Em Ribeirão Pires, manifestantes pedem abertura do comércio e intervenção militar

Repórter ABC | Luís Carlos Nunes – Manifestantes se reuniram em carreata esvaziada com 18 veículos, na tarde desta 4ª feira (31.mar.2021), pelas ruas do centro de Ribeirão Pires, pedindo abertura do comércio fechado pelo governo do Estado como medida da proliferação da COVID-19 e intervenção militar, aproveitaram para deixar claro o viés político-ideológico e declarar apoio ao presidente da República, Jair Bolsonaro.

Manifestantes pediam intervenção militar evocando o artigo 142 da Constituição Federal

O ato acontece no dia em que é lembrado o golpe militar de 1964 onde foi implantado no país um duro regime político especialmente com o Ato Institucional de nº5 (AI-5) que calou a imprensa e impondo um rígido controle no direito de ir e vir do cidadão.

Em diversos veículos que participavam da manifestação pode-se ver  cartazes afixados mencionando o artigo 142 da Constituição Federal o qual se alega poderes militares para uma intervenção das forças armadas no país.

O governador João Doria é questionado pela mais de 60 mil mortes em um ano de pandemia da COVID-19

Em uma das faixas, o governador de São Paulo, João Doria é questionado que após 1 ano de pandemia não conseguiu organizar a saúde do estado e que na gestão do governador já são contabilizadas mais de 60.000 mortes pela doença.

Com camisetas da seleção brasileira, outros manifestavam o desejo de verem os comércio da cidade abertos.

“Qualquer trabalho que provê o pão de cada dia é essencial”

“A culpa não é do comércio”

Não somente na cidade, como em todo o país, há uma grande crise sanitária que poderia ser controlada caso houvesse um melhor planejamento e vacinas tivessem sido adquiridas pelo governo Federal no início desta pandemia que vem batendo sucessivos recordes de óbitos.

Diversas cidades hoje sobrem risco de desabastecimento de oxigênio, falta de leitos e insumos básicos a exemplo de kit intubação.

Segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) nesta 4ª feira (31.mar), pais acaba de bater novo recorde de mortes em razão de complicações do coronavírus. São 3.869 óbito nas última 24 horas e um total de 321.515 em todo país.

Também nesta 4ª feira, o Estado de São Paulo registra 1.160 mortes nas última 24 horas e totaliza 74.652 motes.

Veja abaixo a nota emitida pela prefeitura.

“A Prefeitura de Ribeirão Pires informa que tomou conhecimento da manifestação organizada por comerciantes da cidade e, entendendo a relevância da pauta, ofereceu todo apoio possível para o ato por meio da Secretaria de Segurança e Trânsito. A Prefeitura manifesta toda solidariedade aos comerciantes e esclarece que não tem autonomia para flexibilizar o Decreto Estadual que restringe o funcionamento das atividades comerciais, sendo obrigada a seguir a orientação do Plano São Paulo do Governo do Estado.”

Deixe uma resposta