Braga Netto anuncia novos chefes das Forças Armadas e diz que “o maior patrimônio da nação é a democracia”

“A Marinha, o Exército e a Força Aérea se mantêm fiéis às suas missões constitucionais de defender a pátria, garantir os poderes constitucionais e as liberdades democráticas”, disse o novo ministro da Defesa

Em curto pronunciamento no final da tarde desta 4ª feira (31), o novo ministro da Defesa, Walter Braga Netto, confirmou os nomes dos novos comandantes das Forças Armadas e afirmou que a democracia é “o maior patrimônio de uma nação”.

O Exército passa a ser comandado pelo general Paulo Sergio Nogueira, a Marinha pelo Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos e a Aeronáutica pelo tenente-brigadeiro Carlos de Almeida.

Nogueira já se manifestou anteriormente sobre a necessidade de cuidados e precauções para combater a pandemia de COVID-19. Inclusive, Bolsonaro não gostou da declaração do general.

No pronunciamento, Braga Netto tentou afastar os rumores de um novo golpe militar em curso e destacou que “a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira se mantêm fiéis às suas missões constitucionais de defender a pátria, garantir os poderes constitucionais e as liberdades democráticas”.

O ministro afirmou que o “desafio que o país enfrenta neste momento é o combate à COVID-19” e que “as Forças Armadas são fatores de integração nacional e têm contribuído diuturnamente nessa tarefa com a Operação COVID-19, com inúmeras atividades, entre elas: a de logística de transporte de EPIs e oxigênio, evacuação de pacientes de Manaus para todo o país e a vacinação de povos indígenas em áreas remotas”.

Deixe uma resposta