Ministro da Defesa deixa cargo horas depois de Ernesto Araújo

Horas após de o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, pedir demissão nesta 2ª feira (29.mar.2021), o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, também anunciou estar deixando o governo Jair Bolsonaro.

Segundo informações da CNN Brasil, Bolsonaro teria demitido Fernando Azevedo e Silva para ampliar o seu controle sobre as forças armadas.

Azevedo e Silva publicou nota informando sua decisão, mas não explicou o motivo.

No texto, assinado pelo agora ex-ministro, não fica claro se partiu de Azevedo e Silva a iniciativa de deixar o cargo ou se foi Jair Bolsonaro quem o demitiu. De acordo com Renata Agostini, da CNN Brasil, foi Bolsonaro quem pediu o cargo.

Leia na íntegra:

Nota Oficial

 Brasília, 29 de março de 2021

Nesse período, preservei as Forças Armadas como instituições de Estado.

O meu reconhecimento e gratidão aos Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, e suas respectivas forças, que nunca mediram esforços para atender às necessidades e emergências da população brasileira.

Fernando Azevedo e Silva

Deixe uma resposta