GCM de RP atende ocorrência com criança de 7 anos vítima de maus tratos pela mãe e padrasto

A criança sofria maus trato da mãe e do padrasto. A mãe forneceu identidade falsa por nome envolvido em histórico em delitos

A GCM de Ribeirão Pires atendeu denúncia de que uma criança de apenas 7 anos de idade é vítima de maus tratos.

Segundo as informações, uma Conselheira Tutelar compareceu a delegacia de Polícia, após denúncia anônima, de maus tratos praticados contra o menor. A Conselheira acompanhada de equipe da Guarda se deslocou aquela localidade para averiguação.

Chegando ao local, encontrou a criança de sete anos, e após examina-lo, deparou-se com vários hematomas no abdômen da criança, os quais, provavelmente frutos da agressão física praticada contra a mesma.

A criança de 7 anos com o corpo cheio de marcar e hematomas apanhava com fio de energia elétrica

A mãe foi indagada a respeito dos hematomas e a mesma alega ter sido causados por um fio de energia elétrica à vinte dias, na qual castigou a criança por derrubar sua irmã. Esta ainda informou que a criança apanhou também a três dias por ter deixado a irmã cair da escada. Após ser indagada, a criança informou que o padrasto também a agrediu com chinelo.

Diante do ocorrido, foi lavrado boletim de ocorrência, na qual a mãe não se apresentou na delegacia e informou o numero de RG errado. A criança foi encaminhada a Upa Santa Luzia para exames clínicos. Por lá, a equipe da GCM levantou o RG da investigada e, em contato com familiares, informada que ela possui histórico de delitos anteriores.

Diante do ocorrido, a criança ficará aos cuidados da bisavó até que a situação seja encaminhada ao Poder judiciário.

Deixe uma resposta