MS autoriza leitos para 22 Estados. Ribeirão Pires continua de fora da relação

O Ministério da Saúde autorizou um 3ª lotes deliberação de leitos para tratamento de acometidos da COVID-19. No ABC, somente as cidades de Ribeirão Pires ainda não foram completadas com recursos federais. Ver aqui.

O governo Federal cumpre decisão do Supremo Tribunal Federal para que retorne a custear o financiamento de leitos no Estado de Saõ Paulo. Veja aqui.

Ao final de 2020, o Governo de Jair Bolsonaro cortou verba de 72% dos leitos de UTI para Covid-19 em meio ao pior momento da pandemia. Ler aqui.

Neste novo lote de liberações de recursos somente o município paulista Guaratinguetá que recebe R$ 480.000,00 para a instalação de 10 leitos de UTI Adulto na Santa Casa de Misericórdia da cidade.

Ribeirão Pires passa por grave situação cm seus leitos ocupados em 100%, além disse o cemitério da cidade já enfrenta falta de covas.

Segundo disse o prefeito da cidade, Clovis Volpi em vídeo divulgado neste sábado (20.mar.2021), a cidade pode em breve ficar sem oxigênio e também de insumos para o tratamento de adoentados por coronavírus. O prefeito solicita ao governador a paralisação do transporte público sob sua responsabilidades para que a região metropolitana passe por um lockdown que seja capaz de barrar o avanço da COVID-19. Ler aqui.

Também foi editada a Portaria nº 501/21 que autoriza a instalação de 1.499 leitos de UTI adulto em mais de 70 municípios nos estados do Acre, Alagoas, Amapá, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe, Tocantins e o Distrito Federal. Os recursos de custeio para essas unidades será de R$ 71,9 milhões mensais.

Deixe uma resposta