Alunos de escolas municipais fazem homenagens aos 67 anos de RP

Desenho Aluna Yumi Maruta Lima de Oliveira – Berçário I – EM Neusa Luz Sanches

Atividades artísticas e vídeos preparados pelos profissionais das unidades escolares relembram a história da cidade e valorizam o potencial do município

Ribeirão Pires celebrará nesta sexta-feira, dia 19 de março, 67 anos. Este será o segundo aniversário de emancipação do município em meio à pandemia do coronavírus. Na Educação Municipal, a data está sendo lembrada com atividades que aliam a arte à valorização da cidade. Os trabalhos estimulam a criatividade e introduzem conhecimentos sobre a história ribeirão-pirense.

Imagem da esquerda: Aluna Beatriz Vitória Rios Gomes – Jd II – EM Tia Mariinha | Imagem da direita: Aluna Yumi Maruta Lima de Oliveira – Berçário I – EM Neusa Luz Sanches (2)

Cada escola municipal teve autonomia para propor tarefas a seus estudantes dentro da temática dos 67 anos da cidade. Neste período de ensino remoto, alunos e seus familiares foram envolvidos nas atividades, que envolvem desenhos, vídeos, mosaicos de papel, entre outras.

“De forma lúdica, professores estão usando diferentes abordagens para ensinar um pouquinho mais sobre a história de Ribeirão Pires. Além de toda a questão do aprendizado, das habilidades trabalhadas, essa também é uma forma de resgatar o orgulho dos moradores, de valorizar o município e seus potenciais. Neste momento tão delicado, isso traz mais alegria e esperança para todos”, avaliou a secretária de Educação, Rosi Ribeiro de Marco.

As medidas de combate ao coronavírus inviabilizaram os tradicionais festejos, como o Desfile Cívico das escolas municipais. Isso não desanimou os profissionais da rede, que usaram, em grande parte, pontos turísticos e a riqueza natural da cidade para inspirar seus estudantes.

Na E.M. Prof. Neusa Luz Sanches, concurso movimenta os quase 100 alunos do berçário e do maternal. Com o auxílio das famílias, as crianças estão sendo estimuladas a desenhar os pontos turísticos da cidade.

“Mesmo nesse momento tão delicado, é muito gratificante ver a participação de toda a equipe da escola, o cuidado que temos com os alunos, e a participação dos pais e familiares”, observou Yolanda do Prado Corrêa, diretora da unidade.

Um vídeo com a participação especial de Robson Miguel foi a atividade proposta pela E.M. Pastor Antônio Cumpian Silva. O violonista apresenta seu castelo, situado no bairro Quarta Divisão, toca e canta canções infantis e o hino de Ribeirão Pires.

A bandeira e o hino também foram referências utilizadas pela E.M. Prof. Mabel Cunha e E.M. Monteiro Lobato. Outras unidades, como a E.M. Tia Mariinha e E.M. Amauri do Nascimento escolheram a arte do mosaico para trabalhar com os alunos os pontos turísticos da Estância ribeirão-pirense. A atividade foi adaptada. Os azulejos quebrados foram substituídos por pedacinhos de papel. A arena de mosaicos do Parque Oriental assinada por Silvana Luz e outros artistas da cidade foi uma das referências mais utilizadas nesse trabalho.

Vídeos com mensagens de esperança e com imagens de Ribeirão Pires foram compartilhados com alunos da E.M. Olívia Petrilli e E.M. Prof. Valberto Fusari. Os profissionais da E.M. Yoshihiko Narita estão produzindo vídeo especial que vai combinar os desenhos enviados pelos alunos a mensagens de esperança gravadas pelos professores.

Parte do resultado desses trabalhos será publicado ao longo dos próximos dias na página da Secretaria de Educação de Ribeirão Pires no Facebook – www.facebook.com/EducacaoRibeiraoPires.

Deixe uma resposta