Marcelo Queiroga aceita convite para ser o novo ministro da Saúde

A nomeação deve ser confirmada em edição do Diário Oficial da União desta 3ª feira (16). Ele será o quarto ministro da Saúde do governo Bolsonaro

O médico e presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia, Marcelo Queiroga de 55 anos, aceitou nesta 2ª feira (15.mar.2021) o convite de Jair Bolsonaro para ser o novo ministro da Saúde, substituindo Eduardo Pazuello.

De acordo com a CNN Brasil, Queiroga deve ser oficializado como novo chefe da pasta em edição do Diário Oficial da União desta terça-feira (16). Ele será o quarto ministro da Saúde do governo Bolsonaro em pouco mais de dois anos.

Queiroga se reuniu com Bolsonaro na tarde desta segunda-feira no Palácio do Planalto e recebeu o convite para assumir o ministério.

Presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia, Queiroga reforça a proximidade que tem com Bolsonaro antes mesmo de o atual governo assumir as rédeas do país.

O cardiologista integrou, como convidado, a equipe de transição dando apoio técnico na área da saúde. Mais recentemente, foi nomeado para assumir uma posição na diretoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar.

Queiroga foi indicado por Bolsonaro e, para ocupar uma das cinco cadeiras da diretoria da agência, terá de ser sabatinado na Comissão de Assuntos Sociais do Senado, atualmente presidida pelo senador Sérgio Petecão (PSD-AC).

A pandemia, porém, tem empacado a sabatina e a ida de Queiroga à ANS. De perfil técnico, o cardiologista diz que a transição de comando do ministério da Saúde precisa ser tranquila e feita de cabeça fria porque problemas não faltam.

Deixe uma resposta