Doria determina investigação policial sobre empresário que fez ameaça contra Lula (VÍDEO)

Governador de São Paulo telefonou para a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, para informá-la da investigação contra o empresário José Sabatini, que aparece em vídeo atirando com arma de fogo e ameaçando Lula. “A condenação da violência política é uma regra imutável da democracia”, disse o governo paulista

O governador de São Paulo, João Doria Júnior (PSDB), anunciou nesta 2ª feira (15.mar.2021) que determinou investigação da ameaça de morte feita contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em vídeo que circula nas redes sociais, um apoiador de Jair Bolsoanro, identificado como José Sabatini, atira com arma de fogo e ameaça o ex-presidente Lula de morte.

Em nota, a secretaria de Comunicação do governo disse que Doria telefonou para a presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann, para informá-la das providências sobre o caso. Nesse fim de semana, Gleisi e os deputados Rui Falcão e Paulo Teixeira protocolaram no Ministério Público de São Paulo pedido de investigação contra a ameaça a Lula.

“Doria entende que não será à base de ameaças, agressões ou tiros, que o Brasil encontrará o caminho da paz, equilíbrio e respeito pela democracia e pelo contraditório. A condenação da violência política é uma regra imutável da democracia”, disse o governo paulista.

Leia, abaixo, a nota do governo de São Paulo sobre o assunto:

O Governador de São Paulo, João Doria, telefonou para a presidente do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann, após receber carta denunciando a ameaça contra a vida do ex-presidente Lula. O governador também assistiu o vídeo contendo esta ameaça.

Doria entende que não será à base de ameaças, agressões ou tiros, que o Brasil encontrará o caminho da paz, equilíbrio e respeito pela democracia e pelo contraditório. A condenação da violência política é uma regra imutável da democracia.

Secretaria Especial de Comunicação – Governo de São Paulo

Deixe uma resposta