Santa Casa de Birigui desiste da Gestão da UPA e dos CAPS. Saúde de RP prepara contrato emergencial

O Repórter ABC recebeu informações de que em reunião nesta 2ª feira (08.mar.2021), o Secretário de Saúde de Ribeirão Pires, Audrei Rocha, comunicou Conselheiros municipais que a Santa Casa de Birigui abandonou os contratos de Gestão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Santa Luzia e dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

O contrato com a Santa Casa de Birigui tinha vigência até o final deste mês de março.

Como alternativa, a prefeitura deve realizar um contrato emergencial para a contratação de uma nova gestora.

Com a saída antecipada da OSS, funcionários contratados serão demitidos e o que causa preocupação entre os mesmo sob a incerteza de uma recontratação e a manutenção de uma mesma remuneração.

Conforme publicou o Repórter ABC em 30 de janeiro deste ano, a Santa Casa de Birigui que também administrava o Hospital de Campanha da cidade teve o seu contrato de gestão vencido em 31 de janeiro e não foi renovado. Em 1º de fevereiro assumiu a gestão, a Associação de Gestão e Execução de Serviços Públicos e Sociais (BIOGESP).

Saiba mais clicando aqui.

O Repórter ABC fez contato com a Coordenadoria de Comunicação da prefeitura que confirmou a saída da OSS justificando de que não havia possibilidade de renovação do contrato e que a prefeitura pretende uma na cidade uma nova metodologia administrativa nos equipamentos públicos da cidade.

Deixe uma resposta