Ministério da Saúde abre consulta pública sobre inclusão do canabidiol no SUS

A ideia é aplicar eventualmente a substância no tratamento de crianças e adolescentes com epilepsia refratária. As contribuições podem ser feitas até 15 de março pela internet

O Ministério da Saúde abriu uma consulta pública para receber informações e opiniões sobre a inclusão do canabidiol no Sistema Único de Saúde (SUS). A ideia é aplicar eventualmente a substância no tratamento de crianças e adolescentes com epilepsia refratária. As contribuições podem ser feitas até 15 de março pela internet.

De acordo com o portal G1, a substância em avaliação pelo Ministério da Saúde é chamada comercialmente de Prati-Donaduzzi, um produto de cannabis, porém sem tetrahidrocanabinol (THC), principal substância psicoactiva encontrada nas plantas do gênero cannabis.

O assunto veio à tona devido à solicitação de uma empresa que quer o canabidiol incluso pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec) no SUS.

A Conitec informou que 30% dos pacientes com epilepsia são considerados resistentes aos medicamentos. Por consequência, o canabidiol seria uma alternativa de tratamento para essas pessoas.

Deixe uma resposta