GCM de Mauá estoura cativeiro com mais de 60 animais silvestres

Local abrigava de maneira clandestina macacos, iguanas e aves

Uma denúncia anônima de vendas de animais silvestres, levou Guardas Civis de Mauá (GCM), na tarde deste sábado (27.fev), a estourar um cativeiro com mais de 60 exemplares de animais de várias espécies. A casa fica na Chácara Maria Francisca, região que abriga matas e áreas de mananciais da cidade.

Um homem identificado como Bruno de Lima Ismael foi preso em flagrante e conduzido para o 1º Distrito Policial do Município. No local, se apresentou João de Andrade da Silva, que também recebeu voz de prisão. Ambos foram indiciados por crimes ambiental, maus tratos e mortes de animais silvestres.

“Recebemos denúncia no 153 da GCM. Encontramos na casa e, em situações precárias, dezenas de animais entre aves, macacos e lagartos, inclusive alguns deles mortos em sacos de lixos”, explica o Comandante Cícero, da GCM. De acordo com o Boletim de Ocorrência eram 56 pássaros, três macacos e três iguanas.

Em Mauá, quem flagrar ou souber de venda clandestina de animais silvestres  ou qualquer tipo de maus tratos, pode denunciar ao 153 da GCM. A denúncia pode se anônima.

Deixe uma resposta