Vem aí uma nova “escolha difícil”: Huck está saindo da Globo para concorrer à Presidência

Do Jornal OExpresso | Carlos Alberto Sampaio, editado por Repórter ABC – Assim como em 2018, quando o eleitor hesitou, numa “escolha difícil”, ao votar em segundo turno, em um Professor Universitário, com experiência em gestão pública, Haddad, ou em um deputado do baixíssimo clero, com ligações incestuosas com a milícia do Rio, e aposentado por incapacidade mental no Exército, agora outra encruzilhada se apresenta.

Ou o eleitor vota no Juiz corrupto e treteiro ou no apresentador de Televisão, aecista de primeira hora, grande criador dos quadros “Lata Velha”, “Agora ou Nunca” e “Lar Doce Lar”.

 O apresentador Luciano Huck já estaria com data definida para sair da TV Globo e começar a campanha para a eleição presidencial em 2022. Ele deve anunciar seu desligamento da emissora em maio, segundo a revista Contigo!.

Huck se filiará ao Democratas, partido do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Ainda de acordo com a publicação, o apresentador teria escolhido para seu vice Eduardo Leite, atual governador do Rio Grande do Sul.

Em setembro de 2019, a Globo chegou a divulgar uma nota afirmando que, se Luciano Huck optar pela carreira política, deverá se desligar da emissora e não poderá voltar após as eleições.

Diante das especulações de que seria candidato, a Globo o procurou para saber se de fato ele concorreria à Presidência e enfatizar que, se assim fosse, teria de se submeter às regras da emissora, segundo as quais a vida político-partidária é incompatível com a permanência nos quadros da Globo, mesmo depois do processo eleitoral.

Tais regras estão em vigor e são válidas para todos os talentos da emissora. E visam a resguardar a postura de “completa isenção” da Globo.

Na conversa, como a emissora esperava, Luciano Huck foi franco, correto e aderente às regras mencionadas”, afirmou a emissora ao jornalista Tales Faria, do Portal UOL.

Deixe uma resposta