Lendas de Paranapiacaba vão virar filme em 2021

Projeto de Jairo Costa é transpor para a tela grande algumas das lendas da vila ferroviária

Em um dia qualquer no ano de 1999, após voltar de uma trilha na Serra do Mar e passar algumas horas conversando com moradores locais, Jairo Costa, escritor e pesquisador, voltou de Paranapiacaba (Santo André-SP) assustado e fascinado com algumas histórias arrepiantes que ouviu por lá.

Depois daquele dia, Costa nunca mais parou de visitar a vila, passando a investigar e registrar as mais variadas lendas contadas por antigos moradores, ex-ferroviários, turistas e trilheiros até que, em 2014, publicou o livro “Paranapiacaba, lendas e mitos” (Editora Estranhos Atratores), que imediatamente virou sucesso de crítica e de público.

O volume, que acaba de ganhar sua 6ª edição, com farta iconografia e várias histórias inéditas, será base para a produção de um filme que o autor produzirá e dirigirá em 2021.

“Nosso filme será um projeto afrofuturista de terror que conta a história de um antropólogo negro que chega à vila de Paranapiacaba seguindo o rastro de seu bisavô, que teria supostamente trabalhado como escravo na construção do sistema funicular em 1860. Uma vez na vila, nosso anti-herói começa a descobrir histórias assustadoras e vivenciar experiências sobrenaturais envolvendo seu antepassado e o alto da serra”.

Jairo Costa conta que essa é apenas uma das histórias que pretende filmar, e não descarta abordar em outros projetos algumas das lendas mais conhecidas da vila, como a da noiva de Paranapiacaba, a do homem capa ou a do balanço mal assombrado.

“Se esse primeiro projeto correr bem, vamos atrás de construir parcerias com as plataformas de streaming como a Amazon e a Netflix. O céu é o limite”, diz Costa.

Aprovado ano passado na categoria prêmio no edital emergencial da Lei Aldir Blanc, promovido pela prefeitura de Santo André, o autor diz que pegou parte da verba e investiu em equipamentos para filmagem.

“Essa ideia de fazer filme me persegue há anos, chamei várias pessoas do audiovisual para trabalhar comigo, mas mas na hora de iniciar os projetos as pessoas davam desculpas e sumiam. Então, assim como fiz com o livro, resolvi fazer o filme sem a ajuda de terceiros”. 

SOBRE O LIVRO

Você sabia que Jack, the Ripper (Jack, o Estripador) pode ter morado em Paranapiacaba? Sabia que o espectro de um engenheiro inglês costuma fazer ronda no interior do “Castelinho” e observar a vila e seus moradores? Sabia que o famoso “fog”, o nevoeiro que cobre Paranapiacaba todos os dias, teve origem em uma trágica história de amor?

Sabia que o espírito de uma misteriosa e melancólica bailarina costuma aparecer para dançar sobre o palco do Clube Lira Serrano?

Conheça estas e muitas outras histórias de arrepiar os cabelos e congelar o estômago no livro “Paranapiacaba, lendas e mitos”, primeira publicação a reunir as mais enigmáticas histórias passadas na vila andreense. Neste volume, você vai ter contato com “causos” de fantasmas e assombrações que vêm ao longo dos anos apavorando gerações de moradores, turistas e aventureiros.

ALGUMAS DAS LENDAS NARRADAS NO LIVRO

Jack, o Estripador, estaria enterrado no cemitério de Paranapiacaba?

O Homem-Capa de Paranapiacaba

O vagão funerário

Estou perdido! Trilhas Macabras e o Vale da Morte!

O véu da noiva, a origem do fog

O pau da missa

O espectro do Castelinho

A bailarina do Clube Lira Serrano

O balanço mal-assombrado

A cachoeira do Poço das Moças

A lenda do vigia de Paranapiacaba

A lenda do boina branca

O túnel dos mortos

SERVIÇO

Tamanho: 21 cm de largura por 27 cm de altura – 112 páginas

Autor: Jairo Costa

Editora Estranhos Atratores

Santo André – São Paulo – 2020

R$ 50,00

ONDE COMPRAR

http://estranhosatratores.com/

Deixe uma resposta