STF nega liminar a Kiko que permanece inelegível e deve anunciar substituição

O Supremo Tribunal Federal (STF), a mais alta corte do país acabou de divulgar negativa de pedido de liminar solicitada pelo atual prefeito de Ribeirão Pires, Kiko Teixeira (PSDB).

Com a decisão, Kiko mantem-se inelegível e impedido de disputar as eleições previstas para acontecer em 15 de novembro deste ano.

A três dias do prazo limite para o julgamento das candidaturas, Kiko e seu grupo político levam um duro golpe.

A 1ª Turma do STJ não tem sessão antes de 26 de outubro, data final para o julgamento das candidaturas pelo TRE

Kiko ainda tem uma última esperança onde pleiteia julgamento pela 1ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Kiko já teve quatro solicitações de liminar negadas no STJ.

O prefeito que na noite desta quinta-feira organizou ato politico denominada de “arrancada da vitória” frustra-se e deve anunciar um nome substituto para representar os governistas. Dois nomes disputam a indicação, o ex-prefeito Luiz Carlos Grecco e o seu atual vice, Gabriel Roncon (PTB).

Kiko tem direito a recorrer, mas diante da falta de prazo a decisão dada pelo STF é em definitivo.

Deixe uma resposta