Dom Pedro Cipollini celebra Padroeira do Brasil e completa 10 anos de ordenação episcopal

A Diocese de Santo André convida os veículos de comunicação, autoridades públicas e entidades da sociedade civil para participarem da celebração em honra ao Dia de Nossa Senhora de Aparecida e dos 10 anos de ordenação episcopal de Dom Pedro Carlos Cipollini nesta segunda-feira (12/10). A celebração acontece às 18h, na Catedral Nossa Senhora do Carmo, localizada na Praça do Carmo, no Centro da cidade andreense.

A exemplo das demais celebrações que ocorrem na Diocese de Santo André desde junho deste ano, a missa será realizada mediante as normas de distanciamento social, uso de máscaras, utilização de álcool gel e limite até 30% do espaço da catedral.

Após a missa, Dom Pedro atenderá os veículos de comunicação para entrevistas sobre o Dia da Padroeira do Brasil e uma década de serviço à Igreja e à sociedade como bispo.

Serviço:

Santa Missa de Nossa Senhora Aparecida e 10 anos da ordenação episcopal de Dom Pedro

Data: 12/10/2020 (segunda-feira)

Horário: 18h

Local: Catedral Nossa Senhora do Carmo

Endereço: Praça do Carmo – Centro – Santo André

Biografia 

Nascido no dia 4 de maio de 1952, na cidade paulista de Caconde, Dom Pedro Carlos Cipollini cursou Filosofia na Faculdades Associadas do Ipiranga, hoje UNIFAI, em São Paulo. Também estudou Pedagogia obtendo a licenciatura em Filosofia e Pedagogia. Fez o curso de Teologia, na Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, da Arquidiocese de São Paulo, obtendo o bacharelado em Teologia.

Filho de João Cipollini e Alzira Carneiro Cipollini (já falecidos), tem três irmãos, um dos quais é também bispo da Diocese de Marília, e três irmãs.  Foi ordenado diácono na Catedral da Imaculada Conceição em Franca (SP), em 7 de setembro de 1977, e presbítero na mesma Catedral, no dia 25 de fevereiro de 1978, pelo bispo de Franca, Dom Diógenes Silva Matthes, hoje emérito.

De 1984 a 1985 cursou pós-graduação em Teologia, na Faculdade Pontifícia Nossa Senhora da Assunção, em São Paulo, obtendo o Mestrado em Teologia, após defender tese em Teologia Dogmática. Frequentou o Curso de Extensão Universitária sobre o novo Código de Direito Canônico, no Instituto de Teologia Salesiano Pio IX, em julho de 1983.

Cursou o doutorado em Teologia na Itália, residindo em Roma, no Colégio Pio Brasileiro de 1990 a 1992. Estudou na Universidade Gregoriana, onde defendeu tese de doutorado em Eclesiologia, conseguindo a laurea (magna cum laude). Em 1996, fez parte da Comissão Central do “Projeto de Evangelização Rumo ao Novo Milênio”.

Dom Pedro foi eleito bispo de Amparo (SP) pelo Papa Bento XVI, em 14 de julho de 2010, e ordenado bispo na Catedral de Campinas, no dia 12 de outubro de 2010. Sua posse aconteceu no dia 24 de outubro de 2010, na Diocese de Amparo. Foi nomeado membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé, da CNBB, para o mandato de 2011 a 2014.

Na Assembleia Geral da CNBB de 2015, foi eleito presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé, para os anos de 2015 a 2019, sendo reeleito em maio de 2019 para um novo quadriênio na função.

No dia 27 de maio de 2015 foi eleito bispo da Diocese de Santo André (SP) pelo Papa Francisco, sucedendo a Dom Nelson Westrupp, que teve sua renúncia aceita por limite de idade.

No dia 26 de julho de 2020, Dom Pedro completou 5 anos de sua posse como bispo no ABC. O lema episcopal de Dom Pedro Carlos Cipollini é “IN NOMINE IESU”, que significa “Em nome de Jesus”.

Deixe uma resposta