Filha de Roberto Jefferson, Cristiane Brasil se entrega à polícia e diz que ‘só empobreceu’ na política (vídeo)

“Ainda estou tomando ciência da denúncia”, afirmou a ex-deputada federal Cristiane Brasil ao chegar na sede da Secretaria de Polícia Civil no Rio de Janeiro

A ex-deputada Cristiane Brasil (PTB), filha de Roberto Jefferson, se apresentou na tarde desta sexta-feira (11) à Polícia Civil no Rio de Janeiro, segundo o jornal O Globo, após ter prisão decretada por supostamente participar de desvios em contratos de assistência social no governo do estado e na Prefeitura do Rio de Janeiro.

Cristiane chegou ao local acompanhada de dois advogados e disse que é “mentirosa” a alegação de que ela participava de esquema de corrupção. “Ainda estou tomando ciência da denúncia, mas, pelo que sei até o momento, botam duas pessoas como sendo minhas “mulheres da mala”. Sendo que uma delas, Sueli, eu nem tenho ideia de quem seja. A outra citada, a Vera, é minha amiga de anos e chefiou meu gabinete. Mas nunca participou de nenhuma irregularidade”.

“A minha relação com o empresário Flávio Chadud (também preso) era de amizade. Eu o conheci na prefeitura, quando era secretária de Envelhecimento Saudável. Viramos amigos. Depois disso, se houve alguma irregularidade em contratos da Fundação Leão XIII, isso não tem relação comigo. Eu só empobreci na política. É muito estranho decretarem minha prisão preventiva, enquanto a do Pastor Everaldo, acusado de ser o chefe do esquema da Saúde no estado, inicialmente foi temporária (de cinco dias). Tenho endereço fixo e não represento ameaça à investigação”, falou também.

A caminho de entregar à polícia, a ex-deputada disse em vídeos no Instagram que a denúncia era “absurda” e que enfrentará as acusações de corrupção de “cabeça erguida”.

Assista:

 

Ver essa foto no Instagram

 

A caminho de mais uma etapa difícil que enfrentarei de cabeça erguida. Não desisti da luta antes, não desistirei agora.

Uma publicação compartilhada por Cristiane Brasil (@cristianebrasiloficial) em

Deixe uma resposta