Governo Kiko quer remanejar R$ 2,320 milhões da educação e área social para a Infraestrutura

Prefeito Kiko Teixeira e o vice, Gabriel Roncon – Imagem da WEB

O governo do prefeito de Ribeirão Pires, Kiko Teixeira (PSDB), encaminhou para a Câmara Municipal, o Projeto de Lei (PL) nº 029/2020 que pretende um remanejamento de R$ 2.320.000,00 (dois milhões, trezentos e vinte mil reais para a Secretaria de Infraestrutura. Kiko atende a solicitação do secretário Ricardo Orsini que em sua justificativa que os recursos serão utilizados em desassoreamento (limpeza) dos rios e córregos do município e também em capinação de mato.

Segundo ainda a proposta do governo Kiko, outros R$ 1.380.000,00 devem ser remanejado para “Melhoria do Trânsito e Transporte Público”.

Pelo PL 029/2020 – caso aprovada -, serão remanejados – entre outras fontes –  :

  • R$ 1.922.000.00  – Ensino Fundamental
  • R$ 1.540.000.00 – Educação Infantil
  • R$ 100.000,00- Manutenção de Ações Educacionais
  • R$ 1.363.000,00 – Educação Especial
  • R$ 112.000,00 – Atenção a Criança e adolescente
  • R$ 30.000,00 – Apoio ao Migrante
  • R$ 180.000,00 – Apoio ao Esporte
  • R$ 180.000,00 – Apoio a Cultura

A soma acima que engloba remanejamentos na educação, atenção a criança e adolescente, apoio ao migrante, esportes e cultura é de R$ 5.427.000,00.

Ainda pela Proposta, outros 13.300.000,00 (treze milhões e trezentos mil reais) foram solicitados para a alocação na pasta da saúde para pagamento de contratos, fornecimento de insumos, medicamentos e materiais de enfermagem. Segundo o Secretário de Finanças, Antônia Constâncio, “tivemos um aumento na demanda em todas as prestações de serviços da rede de saúde (manutenção preventiva e corretiva de equipamentos hospitalares serviços de lavagem de roupas hospitalares, contrato de gestão, fornecimento de oxigênio, locação de van para pacientes de hemodiálise, serviços de moto boy, locação de equipamentos hospitalares, APRAESPI, tratamento de pacientes com dependência química, serviços de castração de cães e gatos, como também tivemos um aumento considerável de consumo de material de enfermagem e medicamentos devido a pandemia COVID-19, acrescentamos que existe também uma grande demanda de fornecimento de medicamentos e material de enfermagem por ordem judicial”.

O total dos remanejamento solicitados somam R$ 15.620.000,00 (quinze milhões, seiscentos e vinte mil reais).

Os remanejamentos do setor da educação para serviços em Infraestrutura levantam grande polêmica uma vez que em razão da pandemia do coronavírus (COVID-19), professores da rede municipal tiveram que ministrar assuas aulas em ambiente virtual sem o devido apoio da prefeitura. Não receberam equipamento adequado, a exemplo de tablet ou aparelho celular tendo que arcar com valores para conexão de internet. O mesmo aconteceu com os estudantes, que muitas vezes sem um aparelho celular, computador ou notebook, enfrentaram enormes dificuldades para o aprendizado, muitas vezes tendo que se deslocar durante esse período de pregação de isolamento social e distanciamento social.

Na Câmara de vereadores, a liderança do governo articula com outros vereadores para formar maioria e para que o projeto possa entrar na pauta de votação. Para que o projeto seja aprovado, serão necessários o mínimo de 12 votos.

A sessão da Câmara de Ribeirão Pires está prevista para acontecer neste quinta-feira, 10 de setembro às 14 horas na página oficial da Câmara Municipal.

Deixe uma resposta