“Vontade que tenho é encher sua boca de porrada”, diz Bolsonaro a repórter

Ao ser questionado por um repórter do jornal O Globo sobre os cheques depositados por Fabrício Queiroz à primeira-dama Michelle Bolsonaro, o presidente Jair Bolsonaro ameaçou o jornalista.

“A vontade que eu tenho é de encher sua boca de porrada”, disse o presidente, segundo registro de Antonio Temóteo, do UOL.

O episódio aconteceu enquanto o presidente fazia uma visita à Catedral de Brasília na tarde deste domingo.

Segundo a revista, as transferências foram identificadas na quebra de sigilo bancário de Queiroz. A revelação contraria a versão dada pelo presidente Jair Bolsonaro de que o depósito no valor de R$ 24 mil, conhecido desde dezembro de 2018, era parte do pagamento de um empréstimo de R$ 40 mil que fizera ao ex-policial, seu amigo desde 1985. O repasse, na época, foi considerado atípico pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

“Bolsonaro voltou a ser Bolsonaro”, afirma Doria

Ao comentar as ameaças feitas a um jornalista, o governador de São Paulo, João Doria, disse neste domingo (23) que “Bolsonaro voltou a ser Bolsonaro”

Ao comentar as ameaças feitas por Jair Bolsonaro, o governador de São Paulo, João Doria, disse neste domingo (23) que “Bolsonaro voltou a ser Bolsonaro”.

“Ameaçar jornalistas, usar linguajar inadequado ao cargo que ocupa e não respeitar a liberdade de imprensa, é flertar com o autoritarismo”, afirmou Doria, segundo coluna de Lauro Jardim, de O Globo.

Deixe uma resposta