Cidades do ABC recebem kits de higiene e limpeza para moradores de rua

Iniciativa atenderá 65 cidades com a maior concentração de pessoas em situação de rua: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema e Mauá estão na lista

A Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo lançou o programa ‘Solidariedade nas Ruas’ que vai distribuir 70 mil kits com itens de higiene e limpeza, visando assegurar a proteção sanitária da população em situação de rua.

Ao todo serão 65 municípios atendidos pelo programa, levando em consideração a prevalência da maior concentração de pessoas em situação de rua entre as cidades mais populosas do Estado. Entre elas estão:

Santo André, São Bernardo, São caetano, Diadema, Mauá, São Paulo, Campinas, Guarulhos, Sorocaba, São José dos Campos, Suzano, São José do Rio Preto, Mogi das Cruzes, Santos, Osasco, Barueri, Franca, São Vicente, Piracicaba, Itu, Ribeirão Preto, Bauru, Presidente Prudente, Marília, Caraguatatuba, Taubaté, Araçatuba, Itapetininga, Carapicuíba, Itanhaém, Praia Grande, Guarujá, São Carlos, Batatais, Limeira, Embu das Artes, Atibaia, Bragança Paulista, Jaú, Francisco Morato, Itaquaquecetuba, Ubatuba, Ourinhos, Barretos, Araraquara, Indaiatuba, Poá, Jacareí, Birigui, Jundiaí, Rio Claro, Bertioga, Amparo, Peruíbe, Franco da Rocha, Lins, Sertãozinho, Catanduva, Sumaré, Itapevi, Taboão da Serra, Araras, Vinhedo, Americana e Avaré.

“Estamos acompanhando todos os desdobramentos da pandemia da Covid-19 e temos agido com o máximo de celeridade para atender àqueles que mais necessitam. Com uma iniciativa como esta, do ‘Solidariedade nas Ruas’, podemos garantir a proteção pessoal destas pessoas em situação de rua”, explicou Célia Parnes, Secretária de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo.

Cada um dos 70 mil kits será composto de máscaras de proteção individual, frascos de álcool em gel e sabonetes. A composição dos kits foi planejada com o intuito de atender integralmente a população em situação de rua, fornecendo itens de higiene e equipamentos de prevenção ao coronavírus.

“Seguindo as recomendações dos órgãos de saúde e da ciência, o Governo do Estado de São Paulo continuará dando o exemplo de solidez e assertividade na formulação de políticas públicas abrangentes à população em situação de rua”, finaliza Célia Parnes.

Durante a pandemia do coronavírus, o Governo do Estado de São Paulo já anunciou uma série de medidas de proteção à população em situação de rua. Entre elas estão a ampliação no atendimento da rede Bom Prato que passou a ofertar jantares, servindo três refeições diárias – funcionando inclusive aos finais de semana e feriados; além da gratuidade nas refeições nos restaurantes para as pessoas em situação de rua cadastradas pelos municípios; o anúncio do repasse de R﹩ 500 mil e a doação de mil mobiliários para a implantação de alojamentos provisórios; a campanha Inverno Solidário do Fundo Social de São Paulo; a instalação pela Sabesp de 170 lavatórios públicos em todo o Estado; o mutirão para emissão de RG de pessoas em situação de rua pela Secretaria de Segurança Pública; entre outros.

Deixe uma resposta