Conselho da Diversidade de Ribeirão Pires emite nota em repúdio a tentativa de golpe

O Conselho Municipal de Atenção à Diversidade Sexual (COMADS) emitiu uma “Nota de Esclarecimentos” nesta quinta-feira (9) comunicando ser é ilegítimo o Edital publicado no Diário Oficial do Município uma vez que o mesmo representa desrespeito ao Estado de Direito e que os conselhos promovem a participação popular nas decisões políticas na cidade e tem por meta garantir a democracia e a efetivação de direitos fundamentais.

“Tal iniciativa, na verdade, é uma tentativa de golpe. Um golpe açodado, intempestivo e articulado entre conselheiros supostamente ligados à União Nacional LGBT incapazes de reconhecer legítima e democrática eleição da mesa diretora. Não bastasse articulação de golpe protagonizado por três conselheiros, mais grave é a ingerência patrocinada pela Secretaria de Participação e Inclusão Social, cuja secretária, em vergonhosa ação de ingerência, por ofício, intrometeu-se em assuntos para os quais não tem a menor competência com vistas à destituição do conselheiro, eleito por vontade da maioria do colegiado em reunião ordinária, da condição de presidente”. (sic)

Segundo ainda a Nota de Esclarecimentos do COMADS que vai assinada por por seu presidente, Rafael Ventura, o debate é natural dentro de uma democracia, porém; devem ser tratados pelo colegiado eleito pela população.

“As ações, ilegalmente tomadas pela Secretaria de Participação e Inclusão Social, tornam claro ainda a falta de competência técnica, ética e política do Governo Kiko Teixeira em reconhecer e legitimar a participação política da população e seu desrespeito com a população LGBTQIA+ da Estancia Turística de Ribeirão Pires.” (sic)

Acompanhe abaixo a íntegra do documento.

Deixe uma resposta