Ribeirão Pires: Confirmações de COVID-19 disparam neste início de julho

As confirmações de casos confirmados de coronavírus (COVID-19) dispararam em Ribeirão Pires desde que em 25 de março foi diagnosticado o primeiro caso de infecção na cidade.

Com um total de 573 casos, somente nestes 8 dias do mês de julho, foram constatados 100 novos casos* para a doença, cravando um recorde histórico se comparado a igual período de meses anteriores (junho).

Metodologia: Foram utilizadas como base de dados o primeiro e o último dia de cada mês

Com informações do Governo do Estado de São Paulo

Em comparação com o mesmo período do mês junho (8 primeiros dias), o mês de julho apresenta 27 casos a mais ou 27% de acréscimo.

Metodologia: foram utilizadas como base de dados o o último dias do mês anterior e o último dias do mês de referência

Com informações do Governo do Estado de São Paulo – *percentuais aproximados

Com um total de 573 casos confirmados em Ribeirão Pires os meses da pandemia do coronavírus na Estância foram tendo altas escaladas. O mês de março registrou 1 caso, abril 63 (10,99%), maio 123 (21,46%), junho 277 (48,34%) e nos primeiros oito dias do mês de julho foram computados 107 (18,67%).

Os 107 casos registrados somente nos primeiros dias do mês de julho em comparação com o mês anterior (junho), representam 38,63% de 277.

Com 573 casos confirmados e 39 óbitos reconhecidos pela doença, Ribeirão Pires apresenta nesta quarta-feira (8) uma taxa de letalidade de 6,81%, bem acima da registada no Estado (4,9), da taxa nacional (4%) e da mundial que registra nesta data (4,6%).

Com a abertura de parte do comércio em Ribeirão Pires, mesmo com restrições, cabe a população se conscientizar e manter o distanciamento social evitando aglomerações e contato físico, sair de casa somente em momentos de extrema necessidade, usar máscaras, higienizar bem as mãos com álcool 70% dentre outra recomendações feitas pelas autoridades de saúde.

Deixe uma resposta