Mauá registra 159 mortes por COVID-19 e 2.392 casos. A cidade tem a maior taxa de letalidade do ABC, 6,6%

A cidade de Mauá registrou nesta quinta-feira (2/7) 159 óbitos em decorrência do coronavírus. São 10 casos a mais que no dia anterior quando a cidade tinha 149 mortes pela doença.

Segundo ainda os dados do governo do Estado de São Paulo, a cidade computa nesta data, 2.392 casos e uma taxa de letalidade de 6,6%, a maior taxa na região do ABC Paulista. Ribeirão Pires tem taxa de letalidade de 6%, Diadema e São Caetano do Sul tem ambas a taxa de 5,5%, São Bernardo do Campo 4,8%, Rio Grande da Serra 4,6% e Santo André 3,8%.

Taxa de contaminação por sexo e faixa etária

Segundo os dados expostos pelo governo do Estado nesta data, as mulheres são 52%dos casos de contaminação por coronavírus e os homens 48% do universo de 2.392 casos confirmados. As pessoas entre 30 e 39 anos são as que mais se infectadas representando 27,2%. Na faixa dos 40 aos 49 anos são 22,2%

Letalidade por sexo e faixa etária

As mulheres representam 40% dos casos de morte por coronavírus em Mauá e os homens 60% dos 159 óbitos confirmados nesta quinta-feira (02).

Entre as faixas de idade que morreram em decorrência da doença estão pessoas com idade entre 70 e 79 anos seguidos pela faixa etária de 60 a 69 anos.

A taxa de letalidade entre os homens é de 8,3% e entre as mulheres é de 5,1%

Deixe uma resposta