“Prefeito, você acha que o povo é bobo? O povo merece respeito!”, diz juiz João

O juiz João Veríssimo através de vídeo em suas redes sociais afirmou que a verdade não pode ser mudada. Juiz João foi o autor da denúncia ao Ministério publico que culminou com as investigações sobre o suposto superfaturamento e irregularidades nos contratos relacionados ao Hospital de Campanha de Mauá.

Segundo juiz João, “o documento do Ministério Público (MP) apresentado pelo prefeito Atila não diz respeito a minha denúncia sobre o gerenciamento do Hospital de Campanha, denúncia essa que resultou na operação da Polícia Civil da semana passada”.

Na continuidade, ressaltou que , o “relatório do MP refere-se ao contrato da montagem do Hospital de Campanha. Neste caso, os técnicos afirmam que não foi possível apurar os preços corretamente “devido à má qualidade do projeto encaminhado, que não apresentava detalhes, por exemplo, das instalações elétricas e hidráulicas, além de se encontrar ilegível e da ausência de memorial descritivo”.

“O povo precisa saber de todo o conteúdo do documento e não apenas um parágrafo”.

Acompanhe abaixo o vídeo

Deixe uma resposta