Leandro Majerele provoca nova confusão e leva um tapa. Antes uma pomba havia defecado em sua cabeça

O comissionado da prefeitura de Ribeirão Pires e pré-candidato a vereador, vulgo Leandro Majerele entrou em nova confusão e briga nesta quarta-feira (13).

Desta vez, Majerele expediu ordens para que rapaz que se encontravam sentados em um ponto próximo ao terminal rodoviário da cidade deixassem o local alegando que os mesmo eram usuários de drogas.

Um dos rapazes indignado pediu respeito e argumentando em tom mais elevado disse ao comissionado que ele era pai de família.

Imagens de vídeo registram o momento da confusão onde é visto Leandro Majerele levando um tapa na cara e também agredindo pessoas com chutes.

Segundo informações que chegam ao Repórter ABC, momentos antes desse novo escândalo que envolve um servidor nomeado pelo prefeito Kiko Teixeira (PSDB), uma pomba havia defecado em Leandro Majerele que revoltado soltou palavras de baixo calão contra o pássaro de boa mira.

Leandro Majerele tem sido figura recorrente nas páginas policias pelo seu temperamento agressivo e seu caráter duvidoso.

Nas eleições de 2016, Leandro Majerele agrediu o pai do atual vice-prefeito da cidade.

Em 7 de outubro de 2019, ele agrediu o ex-presidente da Câmara Municipal de Ribeirão Pires, o vereador Rubão Fernandes com um tapa na face. A matéria teve repercussão nacional indo parar em diversos canais televisivos, impressos e da internet. Ver matéria clicando aqui.

Acompanhe abaixo outros casos em que Leandro Majerele é notícia:

Em processo que corre na vara Crime do Fórum da cidade, Majerele responde por difamação contra um servidor público de Ribeirão Pires. Segundo informações do Tribunal de Justiça, Majerele tentou coagir a vítima no curso do processo. Fontes nos relatam que o mesmo agrediu a vítima enquanto saia do Fórum de Ribeirão Pires após prestar depoimento ao juizado. Para ver documentos clique aqui.

Em sua página pessoal no Facebook, Leandro Majerele sobre fortes protesto e pedido para que o prefeito Kiko tome providências contra o meliante, ele postou o vídeo da briga onde imputa ao vereador Amigão D’orto – que faz forte trabalho de fiscalização ao governo do prefeito Kiko Teixeira e que já foi vítima de agressão e de seu destemperamento.

Leandro Majerele, ainda no post, acusa agentes da Guarda Municipal de Ribeirão Pires de terem sido omissos por não terem prestado o devido socorro no momento em que levou um tapa na cara.

Acompanhe abaixo os comentários:

Recentemente, ele gravou um vídeo em sua página pessoal nas redes sociais, dias após ter ter feito o vereador Amigão D’orto como vítima de suas brutalidades, em tom irônico e com fala claramente de duplo sentido, revela a sua prática favorita: distribuir tapas e cometer agressão contra cidadãos. Veja o vídeo abaixo com a fala embostelada.

Deixe uma resposta