Gabriel Roncon negocia isolamento Social: “Não podemos agora, se não o Doria corta o dinheiro para o Hospital de Campanha”

O Vice-Prefeito de Ribeirão Pires, Gabriel Roncon (PTB) questionado por um comerciante da cidade sobre a abertura dos salões de cabeleireiro afirmou em áudio que tem autonomia para autorizar a abertura, mas que não fará agora, pois não quer comprar briga com o Governador João Doria (PSDB) e ficar sem receber o dinheiro para o Hospital de Campanha.

No áudio, Roncon confirma que a prefeitura tem autonomia para autorizar a abertura do comércio, mas não quer sair na frente das outras cidades do ABC Paulista, pois poderia comprar briga com o Governador, que poderia parar de enviar recursos à cidade, e que por conta disso, não poderia tomar a frente dessa briga.

Gabriel Roncon, em nenhum momento falou em critérios técnicos ou mesmo demonstrou-se preocupado com a saúde dos moradores da cidade.

A fala de Gabriel Roncon contradiz o que foi dito pelo prefeito Kiko Teixeira, que em entrevista recente a um jornal regional afirmou que não iria manchar o seu nome como fizeram outros prefeitos que quebraram quarentena e isolamento social em meio a pandemia do coronavírus.

Em Ribeirão Pires é crescente a escalada da doença e o governo de Kiko Teixeira deve vir a público prestar esclarecimentos de que o combate ao coronavírus é real e não apenas um forma de arrecadar recursos financeiros para um projeto político.

Ouça o áudio abaixo:

Após a publicação desta matéria, Roncon teceu o seguinte comentário na página do Repórter ABC no Facebook:

“Cabe esclarecer que a parceria com o Governo do Estado não é sobre verbas mas sobre procedimentos para combater a pandemia. Sem essa parceria dificilmente haveria um Hospital de Campanha em Ribeirão Pires que já salvou várias vidas. Os procedimentos do governador João Dória estão baseados na única medida comprovadamente que dá resultado para conter o contágio que é o isolamento. Também Ribeirão Pires está em consonância com as outras cidades do ABC. Se uma flexibilizar pode prejudicar o isolamento das outras cidades porque somos conurbados. Todos querem que os comércios voltem a abrir o quanto antes, mas é preciso fazer isso de forma responsável e mantendo as parcerias. Não se faz política com vidas. É preciso salvar vidas em Ribeirão e no ABC.”

Deixe uma resposta