Bolsonaristas chamam Alexandre de Moraes de canalha e advogado do PCC e são detidos

Ministro do STF suspendeu a nomeação de Alexandre Ramagem para a Polícia Federal, escolhido do presidente e amigo dos filhos

Um grupo de bolsonaristas fez um protesto na frente do prédio onde mora o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, na tarde deste sábado (2), em São Paulo.

A ação ocorreu em meio ao atrito entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro, que suspendeu a nomeação de Alexandre Ramagem para o cargo de diretor-geral da Polícia Federal.

Cerca de 20 pessoas foram ao local, com camisetas e bandeiras do Brasil. “Advogado do PCC, eu vim aqui só pra te ver”, gritavam. Duas pessoas foram encaminhadas à delegacia.

Os manifestantes chamaram o ministro de bandido, vagabundo e canalha. Eles falavam também que Moraes tem medo de polícia e do Ramagem.

Assista o vídeo abaixo.

Deixe uma resposta