EUA: mortes por coronavírus superam 47 mil após grande aumento diário

De acordo com dados da Universidade de Washington, a estimativa é de que o país tenha 66 mil mortes por coronavírus até 4 de agosto, uma revisão para cima de sua estimativa anterior

Reuters – As mortes por coronavírus nos Estados Unidos superaram 47.000 na quarta-feira, depois de subirem em um número quase recorde para um único dia na terça, segundo contagem da Reuters.

Um modelo da Universidade de Washington, frequentemente citado pela Casa Branca, projetou um total de quase 66.000 mortes por coronavírus nos EUA até 4 de agosto, uma revisão para cima de sua estimativa anterior, de 60.000 mortes. Nas taxas atuais, as mortes nos EUA podem chegar a 50.000 no final desta semana.

A primeira morte por coronavírus nos EUA ocorreu semanas antes do que se acreditava anteriormente, de acordo com as autoridades de saúde do condado da Califórnia que salvaram amostras de tecido por semanas até que pudessem ser testadas. A primeira morte nos EUA foi em 6 de fevereiro, em vez de 29 de fevereiro, segundo as autoridades.

Nas semanas seguintes, o número de mortos nos EUA subiu para o nível mais alto do mundo.

As mortes nos EUA totalizaram 47.050 na quarta-feira, com a contagem do dia em torno de 1.800, sendo que alguns Estados ainda não reportaram. As mortes nos EUA aumentaram em 2.792 somente na terça-feira, pouco menos do que um pico de 2.806 mortes em um único dia em 15 de abril.

O Estado de Nova York, epicentro do surto nos EUA, registrou 474 novas mortes na quarta-feira, o menor aumento desde 1º de abril. Alguns Estados próximos, como Pensilvânia e New Jersey, registraram um número recorde de mortes em um dia na terça-feira.

Deixe uma resposta