Médico de 32 anos morre com coronavírus em São Bernardo do Campo

Médico Frédéric Jota, que atuava na UPA de Rudge Ramos, não tinha problemas de saúde e morreu do novo coronavírus. Foto: Divulgação

O médico intensivista Frédéric Jota, que trabalhava na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Rudge Ramos, em São Bernardo, morreu nesta segunda-feira (21/04), vítima do novo coronavírus.

De acordo com declarações de familiares nas redes sociais, o profissional não tinha nenhum problema de saúde.

O prefeito Orlando Morando lamentou o fato. “ Expresso aqui minha tristeza pela perda do médico Dr. Frederic Jota Silva Lima, que atendia na UPA do Rudge Ramos e outras unidades. Infelizmente, vítima do Coronavírus aos 32 anos. À família e amigos, meus sinceros sentimentos e pêsames. Seguiremos na luta incansável. É primordial que todos façam a sua parte e fiquem em suas casas. Vamos nos proteger e cuidar dos nossos entes queridos. Fiquem em casa. Nada é mais importante do que a nossa vida”, afirmou Morando.

A Prefeitura de São Bernardo, por meio da Secretaria de Saúde, informou que era médico contratado da rede municipal desde 21 de fevereiro de 2017. O profissional não tinha residência no município e seu trabalho consistia em plantões uma vez por semana na UPA do Rudge Ramos. Seu último plantão foi no dia 14 de abril, executado normalmente. Conforme apuração, o profissional não tinha problemas de saúde. Ele foi atendido no hospital Emílio Ribas, São Paulo.

Rosa Maria Rocha, tia do médico, também lamentou a morte do jovem. “Gente meu sobrinho Frédéric, Médico com o sonho realizado, trabalhando de frente com essa pandemia era novo, tinha 32 anos e não tinha problemas nehum de saúde. Ele era médico especializado em UTI. Hoje estamos devastados, ele veio do Pará para trabalhar aqui em SP. Estou deixando esse relato aqui para prestar minha homenagem e para dizer que esse vírus não escolhe idade não. Eu estou me sentindo congelada. Não só por mim mais por toda nossa família. A minha irmã e meu cunhado que tantos esforços fizeram pra ele poder seguir sua profissão e agora que ele estava bem. Fazendo o que gosta acontece essa fatalidade. Gente se cuidem não brinquem com algo que não conhecemos. Deus guarde a alma dele e descanse em paz. E abençoe todos os médicos e que DEUS cubra com seu espírito santo”, afirmou.

Deixe uma resposta