Ministro Barroso é eleito novo presidente do TSE e diz ser contra unificar eleições em 2022

O ministro do STF Luís Roberto Barroso Barroso estará à frente da Justiça Eleitoral nas eleições municipais previstas para outubro deste ano e cumprirá mandato como presidente do TSE até fevereiro de 2022

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso foi eleito presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em sessão da Corte eleitoral na manhã de hoje. A informação é do portal UOL.

Barroso estará à frente da Justiça Eleitoral nas eleições municipais previstas para outubro deste ano e cumprirá mandato como presidente do TSE até fevereiro de 2022. Também hoje, o ministro Edson Fachin foi eleito vice-presidente do TSE.

Segundo a reportagem, o ministro defendeu que, caso ocorra o adiamento, isso deve ser feito apenas “pelo prazo mínimo e indispensável para que ela [a eleição] venham a realizar-se com segurança”, disse.

Segundo Barroso, a proposta de unificar as eleições desse ano com as de 2022, quando serão escolhidos presidente da República e governadores, não têm o apoio dos ministros do TSE. A proposta é cogitada em projetos apresentados no Senado.

Deixe uma resposta