Ribeirão Pires, Diadema e Mauá tem as maiores taxas de isolamento social entre as cidades do ABC

Ribeirão Pires desponta entre as cidades do ABC Paulista em levantamento feito pelo Governo do Estado de São Paulo neste domingo de páscoa, 12 de abril.

Segundo os números Ribeirão Pires registrou 72% – 2% acima do mínimo ideal de 70% – seguido por Diadema com 65%, Mauá com 62%, São Bernardo do Campo 60% e Santo André 59%.

O levantamento, porém; não trouxe os dados das cidades de Rio Grande da Serra e São Caetano do Sul, esta última, com aproximadamente 30% de seus pouco mais de 149 mil habitantes sendo idosos.

Para realizar o levantamento, o Governo do Estado de São Paulo do Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP). De acordo com o Coordenador do Centro de Contingência do coronavírus em São Paulo, o médico infectologista David Uip, a adesão ideal para controlar a disseminação da COVID-19 é de 70%. Se a taxa continuar baixa, o número de leitos disponíveis no sistema de saúde não será suficiente para atender a população.

A central de inteligência analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social. Com isso, é possível apontar em quais regiões a adesão à quarentena é maior e em quais as campanhas de conscientização precisam ser intensificadas, inclusive com apoio das prefeituras.

O SIMI-SP é viabilizado por meio de acordo com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM para que o Estado possa consultar informações agregadas sobre deslocamento nos 645 municípios paulistas.

As informações são aglutinadas sem desrespeitar a privacidade de cada usuário. Os dados de georreferenciamento servem para aprimorar as medidas de isolamento social para enfrentamento ao coronavírus.

No momento, há acesso a dados referentes a 52 cidades. O sistema é atualizado diariamente para incluir informações de municípios. Clique aqui para ver as informações.

Deixe uma resposta