Brasil registra 17.857 casos e 941 mortes por coronavírus em boletim desta quinta-feira (9)

Segundo balanço do Ministério da Saúde divulgado nesta quinta-feira (9), o total de casos confirmados no Brasil do novo coronavírus chegou a 17.857 e o de mortes a 941.

No informe de terça-feira, eram contabilizados 800 óbitos e 15.927 casos da COVID-19.

Os números de hoje representam uma alta de 12% em relação aos novos casos e de 18% em relação às vítimas fatais.

O estado mais atingido pela epidemia do vírus é São Paulo, com 7.480 casos e 496 mortes.

Em seguida, aparecem Rio de Janeiro, com 2.216 casos e 122 óbitos; Ceará, com 1.425 casos e 55 óbitos; e Amazonas, com 899 casos e 40 mortes.

Todos os 26 estados do país e o Distrito Federal registram casos do novo coronavírus. O único em que ainda não foi contabilizado nenhuma morte é o Tocantins, onde foram confirmados 23 casos.

A taxa de letalidade — que compara casos confirmados no Brasil com a incidência de mortes — é de 5,3%. Esse número, no entanto, pode ser menor, pois o Brasil não tem feito testes em massa na população para a COVID-19 e somente pacientes em estado mais grave são orientados a procurar os hospitais, por isso provavelmente há uma subnotificação de casos.

Dados da empresa In Loco com base na localização de 60 milhões de celulares mostram que a quarentena adotada para evitar a disseminação do vírus afrouxou nos últimos dias em várias cidades do Brasil, segundo publicado pelo portal UOL.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o isolamento social para diminuir a curva de pessoas infectadas. A medida vem sendo implementada por boa parte dos governadores e prefeitos no país. O presidente Jair Bolsonaro, no entanto, por diversas vezes defendeu o isolamento vertical, abrangendo apenas idosos e grupos de riscos para a COVID-19.

Deixe uma resposta