Claudinho Monteiro deixa a presidência da Câmara de RGS e novas eleições serão convocadas. Governo Maranhão se reunirá para traçar estratégias

Com o fim do prazo legal que expira nesta para que os atuais vereadores sesta-feira (3) para que os atuais vereadores de Rio Grande da Serra possam concorrer as eleições de outubro, o vereadores Claudinho Monteiro, atual presidente da Câmara municipal deixa o cargo com o retorno do titular Israel Mendonça que já apresentou na Casa de Leis – nesta quarta-feira, 1º de abril, ver documento ao final da matéria – o seu pedido de retorno após deixar a secretaria da Cidadania e Ação Social.

O vereador Silvio Menezes, atual vice-presidente do parlamento municipal deve assumir interinamente o comando da Casa até que novas eleições sejam convocadas.

Na disputa pela presidência da Câmara municipal, aparecem Silvio Menezes e Marcelo Cabeleireiro, este último com forte apoio do prefeiturável Clauricio Bento, Bibinho e Zézinho, podendo ainda receber o apoio do Akira Auriane e Benedito Araújo.

Com as imposições da Legislação eleitoral, uma nova conjuntura política se desenha na cidade, com nomes deixando o governo Maranhão buscando novos horizontes.

Cleson se filia ao Republicanos

É o caso de Cleson Alves de Sousa que migrou recentemente para o partido Republicanos com vista a uma candidatura majoritária. Ele vem dialogando com Clauricio Bento, Dayane Franco e Jhol Jhol para a composição de uma terceira via na comuna.

O vereador Jhol Jhol é outro que ameaça abandonar o governo após ter sido preterido em seu nome para a composição de chapa com professora Marilza.

Outro nome que já formalizou pedido de exoneração do governo é Gilvan Mendonça, atual secretario do Desenvolvimento Econômico e Turístico. Leia o documento ao final.

Segundo fontes foi dado sinal de alerta ao governo Maranhão que deverá se reunir ainda nesta quinta-feira (2) para definir estratégias políticas e minimizar possíveis impactos desse intricado jogo de xadrez.

Deixe uma resposta