Vacinação em Mauá: Falta vacina nos postos e idosos a pé não são atendidos no drive-thru

Vazou para o Repórter ABC um áudio do diálogo de uma munícipe com a prefeitura de Mauá, onde uma mulher, entrou em contato por telefone com a administração municipal para saber como deveria ser feito para vacinar a sua mãe idosa contra a gripe Influenza.

No diálogo a munícipe argumenta que as vacinas se esgotaram no posto próximo a sua casa e se ela poderia levar a sua mãe no Paço.

“Eu estou com dificuldade porque eu não tenho carro e as vacinas no posto perto da minha casa acabaram, como eu procedo? Como Faço? Não tenho carro pra levar minha mãe no Paço!

Foi informado a que as vacinas estão centralizadas no Paço e que a mesma deveria aguardar o reabastecimento e que atendimento de idosos em casa só para aqueles que são deficientes ou estão acamados.

Acompanhe abaixo o diálogo.

Em outro áudio recebido pelo Repórter ABC uma senhora relata a sua experiencia no atendimento no drive-thru, local da vacinação da vacina contra a gripe Influenza.

Em sua fala, a mulher reconheceu o bom número de atendentes mas estranhou o fato do prefeito pedir o número de telefone celular para colocar na ficha de atendimento.

Nas imagens abaixo o prefeito Atila Jacomussi posa para foto infringindo as recomendações (em especial dos idosos) em manter distância de ao menos dois metros. Na última, ele está sem máscara ao lado de pessoas em condições não recomendadas pelas autoridades de saúde em função da pandemia do coronavírus (COVID-19).

Deixe uma resposta