Idosa de 67 anos falecida em Ribeirão Pires tem declaração de óbito atestando COVID-19

Conforme publicou o Repórter ABC ainda na noite desta quarta-feira (25) uma mulher de 67 anos veio a óbito na UPA do bairro Santa Luzia.

A Declaração de Óbito nº 11417 expedida pelo Serviço Funerário Municipal de Ribeirão Pires, assinada pelo médico Francisco S. Bezerra, registra a causa da morte da idosa por Insuficiência Respiratória Aguda, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, Infecção Viral Covid-19.

Dados da Declaração de Óbito, tais como: nome da vítima,familiares, endereço e outros contados foram ocultados para preservar familiares e a falecida. Ver documento mais abaixo.

Em Nota Oficial – ler íntegra ao final da matéria – emitida pela prefeitura de Ribeirão Pires, o órgão  é informado que foi registrado nessa quarta-feira um óbito suspeito por coronavírus na cidade de uma mulher de 67 anos e que a administração municipal encaminhou para análise do Instituto Adolfo Lutz amostra que será examinada para a verificação da suspeita – se é positiva ou negativa para coronavírus. Todos os procedimentos de segurança e higiene foram adotados pela equipe da UPA para o atendimento da paciente, seguindo rigoroso procedimento de triagem e atendimento na rede municipal. A Prefeitura lamenta o falecimento da moradora e se solidariza à família.

Segundo familiares procurados pelo repórter ABC, a mulher tinha pré-existência de fibromialgia no pulmão, além de outros problemas e que em nenhum momento apresentou sintomas do coronavírus (COVID-19).

“O médico que atendeu falou que o enterro teria que seguir os protocolos estipulados e que qualquer problema respiratório tem que obrigatoriamente ser tratado como suspeito até a confirmação. Foi coletado sangue para a realização do exame que leva uns 6 dias pra sair o resultado”.

A referência da rede municipal de Ribeirão Pires para a realização desse exame é o Instituto Adolfo Lutz em São Paulo.

A declaração de óbito nº 11417 já se encontra registrada no Cartório da cidade e o documento definitivo (Certidão de Óbito) deverá ficar pronto após o dia 3 de abril próximo.

Nota oficial – Ribeirão Pires registra primeiro óbito SUSPEITO por coronavírus

A Prefeitura de Ribeirão Pires informa que foi registrado nessa quarta-feira (25/03) óbito SUSPEITO por coronavírus na cidade. A paciente, uma mulher de 67 anos, estava internada na UPA Santa Luzia. A Prefeitura encaminhou para análise do Instituto Adolfo Lutz amostra que será examinada para a verificação da suspeita – se é positiva ou negativa para coronavírus.

Todos os procedimentos de segurança e higiene foram adotados pela equipe da UPA para o atendimento da paciente, seguindo rigoroso procedimento de triagem e atendimento na rede municipal.

Ainda sobre o caso, circulou imagem da declaração de óbito da paciente em que consta a informação da causa da morte como “insuficiência respiratória aguda, doença pulmonar obstrutiva crônica, infecção viral COVID-19”. Não há, sem a comprovação de exame laboratorial, como confirmar o óbito por coronavírus. A referência da rede municipal de Ribeirão Pires para a realização desse exame é o Instituto Adolfo Lutz. A Secretaria de Saúde do município está tomando medidas em relação ao procedimento adotado para a emissão da declaração de óbito da paciente.

A Prefeitura lamenta o falecimento da moradora e se solidariza à família.

No município, entre moradores, foram registrados até o presente momento (25/03) 1 caso positivo de coronavírus, 12 casos descartados e 27 casos suspeitos que seguem em análise. O caso confirmado positivo pelo Instituto Adolfo Lutz é de uma mulher, 38 anos, que atua em unidade de Saúde em São Paulo. A paciente já teve alta e cumpre quarentena em sua residência.

Deixe uma resposta