Sem contrato vigente, Atila caminha para contratar OS para gerenciar saúde

Prefeito Atila vai contratar OS; responsável pelo serviço nas unidades de Saúde é a Fundação ABC, que está sem contrato desde meados do ano passado. Foto: Divulgação/PMA

O prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), iniciou nesta quinta-feira (20/02), uma ação para contratar uma  Organização de Saúde (OS) para gerenciar a área da Saúde. Atualmente, a responsável pelo serviço é a Fundação ABC, que está desde 2018 sem contrato.

Na última sessão da Câmara de vereadores realizada na terça-feira (18/02), os parlamentares questionaram o fato de a cidade estar sem contrato com uma OS. O Ministério Público (MP),  promotor José Luiz Saikali, uma semana antes também realizou reunião com a Prefeitura e solicitou a realização de certame licitatório.

Em Nota Oficial, governo de Atila Jacomussi confirmou o avanço nas  tratativas, por mediação do MP para que seja publicado um novo edital de chamamento às Organizações Sociais, mas que isso ainda depende da constituição de uma comissão dessa comissão, cujo decreto já foi publicado.

“O atendimento da Saúde terá, após anos, significativa melhoria com a descentralização do atendimento, e a ideia é dividi-lo em três lotes, atendimento básico, urgência e emergência além de o Hospital Nardini. A própria Fundação poderá, caso deseje, participar do processo licitatório. Sobre o contrato com a Fundação, em breve, será assinada uma TAC, em comum acordo entre as partes, com instruções do próprio Ministério Público para a resolução final do impasse que se estende já há alguns anos”, concluiu nota da Prefeitura.

Deixe uma resposta