Graves irregularidades ocorreram em teste de aptidão física de concurso público para GCM de Ribeirão Pires

Conforme noticiou o Repórter ABC em matéria de 2 de fevereiro de 2020 intitulada “Ribeirão Pires: Inscritos para teste de aptidão física para GCM denunciam más condições do local, cachorro fazendo ataques e irregularidades“, foi relatado uma série de queixas sobre más condições no circuito de realização do Teste de Aptidão Física (TAP) realizado na manhã do domingo (2) no Centro Esportivo Municipal Valentino Redivo em Ribeirão Pires. Ver matéria clicando aqui.

No relato feito por inscritos estão cachorro no local de testes e pessoas não autorizadas no local contrariando o que é explicitado no Edital nº 03/2019 que estabelece as regras do certame público.

trecho do edital 03/2019 que impõe restrições e limites durante a realização dos teste

No capítulo VIII – a segunda fase que é grafado sobre as condições e vedações durante a prova de condicionamento físico, aferição de altura e teste de aptidão física, em seus itens 8.34, 8.35 e 8.36, diante a reportagem diversos vídeos e fotos fotos divulgados nas redes sociais deixando claro que houve falta de cumprimento das regras e descontrole de fiscalização pelo Instituto Mais,  empresa contratada pela prefeitura de Ribeirão Pires responsável pela aplicação dos teste.

“8.34. O local de realização da prova será de acesso exclusivo dos candidatos convocados e da Equipe de Coordenadores e Aplicadores, não sendo permitido permanecer no local acompanhantes de candidatos, bem como aqueles que já realizaram a referida prova.

8.35. O candidato ao ingressar no local de realização do Teste deverá, obrigatoriamente, manter desligado qualquer aparelho eletrônico que esteja sob sua posse, incluindo os sinais de alarme e os modos de vibração e silencioso.

8.36. No dia da realização da prova, não será permitido ao candidato entrar e/ou permanecer no local de exame com armas e/ou utilizar aparelhos eletrônicos (agenda eletrônica, bip, gravador, notebook, pendrive, pager, palmtop, receptor, telefone celular, walkman, MP3 Player, tablet, Ipod, qualquer tipo de relógio) e/ou outros equipamentos similares, bem como protetor auricular e/ou fones de ouvido, sendo que o descumprimento desta instrução implicará na eliminação do candidato”

Na imagem acima, é visto que pessoas não autorizadas (conforme o edital 03/2019) conversa funcionário do Instituto Mais enquanto uma mulher filma os testes em total desrespeito ao previsto.

O Ministério Público já havia sido avisado sobre possíveis irregularidades

Não é recente a suspeita de que  possíveis irregularidades aconteciam no Concurso Público 03/2019 para a seleção de novos quadros para a GCM de Ribeirão Pires.

O Ministério Público através da Promotora de Justiça Paula de Figueiredo Silva se manifestou através do Ofício nº 1011/19 – 2ª PJRP datado de 27 de novembro de 2019″ solicitando apresentação informações complementares para fins de compreensão dos motivos que ensejam o encaminhamento do ofício nº 297/2019. Ver documento do Ministério Público abaixo.

Compete agora que a Justiça atue no caso para averiguação de possíveis irregularidades no Concurso 03/2019 para seleção de 40 GCM’s em Ribeirão Pires.

Clique aqui para acompanhar o Edital 03/2019 diretamente na página do Instituto Mais ou leia abaixo

Deixe uma resposta