“Fui pedir apoio ao ex-prefeito Saulo e ele me ofereceu um lanche”, desabafa a nadadora Regiane Nunes

A premiada nadadora paralímpica Regiane Nunes fez um duro desabafo contra o ex-prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides.

Segundo a atleta que respondia no final da tarde deste sábado (11), a internautas de uma página de Whatsapp sobre a possibilidade dela disputar o Paço Municipal nas próximas eleições. Regiane Nunes afirmou que o ex-prefeito Saulo Benevides, na época; a tratou como se estivesse pedindo esmola.

“Gostaria de esclarecer que não sou pré candidata a nada, nem sou filiada a nenhum partido. Graças aos meus resultados esportivos associados aos trabalhos que realizo e a divulgação nas redes sociais, tenho tido a oportunidade de falar, e ser ouvida por algumas pessoas. Homenagens, títulos, prêmios, conversas, dentre outras grandes oportunidades. Inclusive, na gestão do Saulo, em 2012, logo que cheguei de Londres, fui contar minha história e apresentar meus resultados, assim como fiz recentemente com o atual prefeito Kiko. O interessante é que moro aqui na cidade a mais de 20 anos, sempre competi, e só agora estou tendo um pouco de visibilidade”, falou.

Na continuidade a paratleta pontuou sobre o tratamento a qual recebe atualmente.

“A diferença é que dessa vez fui ouvida e respeitada, pelo prefeito, assim como também fui homenageada pelo vereador Amigão D’orto que é meu amigo. Tenho uma boa relação com o Gabriel. E o Saulo, na época, me ofereceu um lanche, como se eu estivesse indo pedir esmola”, cravou.

Um certo silêncio se instalou no espaço virtual que logo após se seguir de interjeições com ‘vishiii’, ‘afff’ e kkk’s.

Na continuidade de seu desabafo, Regiane emendou: “O Saulo não deu a mínima pra mim, pro meu trabalho e muito menos para os meus resultados. Resultados esses que hoje são tão comentados por muita gente. Moro no mesmo lugar, faço o mesmo trabalho nas piscinas e nas escolas por todo o Brasil. É uma honra pra mim, deficiente visual, cega ser apontada com carinho por algumas pessoas. Obrigada!”

Saulo Benevides que foi o prefeito campeão em processar jornalista na Estância, em sua defesa argumentou: “Atendi pessoalmente  mais de 10 mil pessoas, reconheço  que deleguei tarefas e sei que nem tudo foi atendido mas tenho certeza que atendi com resultado positivo a grande maioria”.

Solicitado a explicar a situação, o ex-prefeito Saulo disse: “Lembro que ela foi sim ao gabinete mas não lembro qual”.

Procurada pela redação do Repórter ABC para esclarecer alguns pontos de sua fala, a nadadora Regiane Nunes encaminhou áudio ao qual transcrevemos abaixo dividido em duas partes.

Parte 1

“Comecei a nadar no ano 2000 num projeto social de inclusão em São Bernardo do Campo onde eu estudava num colégio regular. Naquela época não havia projeto de inclusão como há hoje. Em 2004 eu comecei a competir em jogos regionais em modalidade apresentação nadando pela cidade e São Bernardo do Campo. No começo o apoio era a nível de estrutura física, piscina e profissionais. A medida em que eu fui me profissionalizando o apoio foi aumentando, até eu ter bolsa de estudo. Inclusive quando eu estive como Kiko eu disse pra ele que sou atleta de São Bernardo e estou satisfeita e não quero que isso gere algum desconforto, mas eu represento do ADC São Bernardo e não posso ser atleta de Ribeirão, tive bolsa de estudo na faculdade de nutrição, sou remunerada por lá, tenho bom apoio profissional. Em 2012 quando eu conversei com o Saulo, foi o único momento  euem que sai de São Bernardo do Campo e fui pra São Caetano. O Saulo não me tratou mal, mas ele não me respeitou, ele não valorizou o meu resultado e nem eu queria que ele me colocasse em um carro de bombeiros e saísse desfilando comigo pela cidade. Eu queria que ele pelo menos tivesse a  humildade de dizer que Ribeirão não tem a estrutura de São Bernardo do Campo então não posso te apoiar em nada. Ele simplesmente se virou e falou AHHH, (tsi), EU VOU VER SE CONSIGO UM LANCHE PRA VOCÊ! EU FIQUEI FERRADA!”

Parte 2

“Olha Luís é importante ressaltar que a minha estranheza com o Saulo foi só pelo desrespeito dele. Hoje em virtude das redes sociais e da expansão dos meus resultados, esse ano eu fui homenageada aqui na Câmara de Ribeirão Pires, em Santo André, fui recebida pelo governador João Doria, fui homenageada na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, fui homenageada em câmaras diversas do país. Fui homenageada numa escola no Peru e aqui em Ribeirão o Amigão D’orto fez uma homenagem bem legal junto com o CREFI. Com o Kiko tivemos um bom dialogo então, não precisa me oferecer coisas, é só me respeitar. É que antigamente as pessoas com deficiência não eram reconhecidas como cidadãos. Eu pago os meus impostos, sou uma munícipe como qualquer outra. Eu só queria ser respeitada! E eu me senti completamente ofendida com a oferta de um lanche. Como se eu tivesse ido lá pra pedir esmola pra ele e não foi isso que eu fui lá fazer”.

Trajetória

Regiane Nunes: Regiane Nunes Silva é moradora do Jardim Caçula, tem 35 anos, é educadora física, nutricionista e atleta paralímpica de natação em virtude da deficiência visual que a deixou totalmente cega em 2013.

Regiane iniciou sua carreira esportiva no ano 2000, mas foi em 2007 que começou a se destacar no cenário nacional e internacional, quando defendeu pela primeira vez a seleção brasileira.

Desde então, seu currículo esportivo só aumenta. Foram inúmeras Copas do Mundo, Campeonatos Mundiais, Opens Internacionais, Campeonatos brasileiros, estaduais e regionais, onde destacam-se: 3 Paralimpíadas (Pequim 2008, Londres 2012 e Rio 2016), 3 Parapanamericanos (Rio 2007, Guadalajara 2008) e recentemente Lima 2019, onde conquistou 3 medalhas de prata em 3 das 4 provas em que competiu, sendo essas, 50 e 100m livre e 100m costas.

Seu último grande feito foi ter se consagrado Campeã Brasileira nas provas 50m e 100m livre, 100m costas e 100m peito, em outubro de 2019.

Por último, aqui na cidade de Ribeirão Pires, se desafiou a participar pela primeira vez, após a perda da visão, de uma prova de águas abertas onde no Tahiti Náutica Clube, que Regiane venceu a prova nas categorias atletas com deficiência e geral feminino.

Regiane Nunes já representou o Brasil em 13 países e esteve em 23 estados brasileiros.

Deixe uma resposta