“Amigão está agindo com honestidade e merece o respeito da população”, diz Renato Foresto

Um dia após a sessão da Câmara de vereadores de Ribeirão Pires em que o vereador Amigão D’orto (PTC) em ato de desabafo chamou os vereadores da base aliada do governo Kiko Teixeira (PSB) de ‘frouxos’ diante a submissão de maioria da Casa em atender a Projetos do executivo, o ex-vereador Renato Foresto (PT) entrou em contato com o Repórter ABC e reconheceu a postura acertada de Amigão em optar pela defesa da ética na cidade.

“Recebi informações sobre o ocorrido na sessão e li a matéria publicada pelo Repórter ABC. Como munícipe, fico muito feliz em ver um jovem político se posicionar contrário a esse esquema viciado em que se encontra Ribeirão Pires. Nesse sentido dou os meus parabéns pela postura que vem se despontando desde o início de seu mandato”, disse Foresto.

Segundo ainda o ex-vereador, o cenário hoje na Câmara não é muito diferente ao qual enfrentava na época em que era vereador.

“Eu também me sentia isolado e sem o apoio necessário para que pudéssemos impedir atos não democráticos contra os trabalhadores e os interesses da cidade. Fiz denúncias ao Ministério Público e sofri perseguições e pressão forte. Tenho certeza que se na época eu tive um aliado como o vereador Amigão D’orto muita coisa ruim teria sido evitada”.

Questionado sobre a sua candidatura a prefeito em 2016 ao invés de tentar uma reeleição no parlamento municipal foi uma decisão acertada, Renato Foresto disse:

“Quando decidimos concorrer ao Paço, recebemos diversos apoio e também críticas. Muitos queriam que eu disputasse a reeleição a vereador por entenderem que eu estava fazendo um bom trabalho na Câmara e que seria um risco ficar sem uma voz na Câmara que pudesse contrapor a medidas prejudiciais à cidade. Eu, por experiência sei da força de uma Câmara municipal com vereadores dispostos a lutar pelo bem comum, pelo desenvolvimento social e econômico. Enquanto estive vereador, lutei contra um governo fraco que não respeitava os servidores e deixava a cidade abandonada. Em 2016, eu sabia que se acaso esse atual governo saísse vitorioso teríamos momento difíceis pela frente, assim como estamos vendo a falta de remédio, obras paralisadas, escolas abandonadas e muitas outras questões que afligem a população. Ainda que tenhamos visões políticas diferentes, não posso deixar de reconhecer a sinceridade e a disposição de lutar pelo bem que tem o vereador Amigão D’orto. Deixo a ele a minha solidariedade”, argumentou.

Em uma última fala, Renato Foresto que recentemente passou por uma delicada cirurgia em sua perna direita e busca a sua recuperação disse: “Acredito que todos os problemas políticos da cidade passam pela escolha de bons representantes, onde os eleitores devam escolher melhor os seus representantes. 2020 está logo aí e espero que os eleitores de Ribeirão Pires tenham entendido isso”, concluiu.

Abaixo o trecho do vídeo

Deixe uma resposta