Kiko em situação de Ficha Suja pode apoiar Flávia Dotto em Ribeirão e forçar com Akira em RGS

Uma notícia relevante publicado nesta sexta-feira (9) pela Folha de Ribeirão Pires coloca em alerta lideranças políticas e o eleitorado das cidades de Ribeirão Pires e de Rio Grande da Serra. Segundo noticiou o periódico, “a 9ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo analisou e negou, na última segunda-feira, o recurso do prefeito de Ribeirão Pires, Kiko Teixeira (PSB), que buscava mudar a condenação em segunda instância do político no caso que investiga a contratação irregular e burla de concurso público quando administrava a cidade de Rio Grande da Serra”.

A condenação remonta o ano de 2010 quando Kiko era prefeito de Rio Grande da Serra e contratou a empresa BV Service Informática, com o objetivo de beneficiar o filho do então secretário de Administração. Após o rapaz ter sido desligado da Administração por força de uma Súmula Vinculante do Supremo Tribunal Federal proibindo nepotismo, foi aberta licitação para contratação de empresa de informática, tendo como vencedora a BV Service que contratou o filho do secretário para prestar os serviços à Prefeitura.

Informações colhidas no Portal do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Cadastro Nacional de Condenações Cíveis por Ato de Improbidade Administrativa e Inelegibilidade. Consta o nome de Adler Alfredo Jardim Teixeira.

No acórdão datado de 26 e setembro de 2018, Kiko:

  • Deve ressarcir aos cofres públicos de Rio Grande da Serra R$ 47.000,00,
  • Deve perder a sua função pública como prefeito;
  • Deve ter suspensos os seus direitos políticos no período entre 26/09/2018 até 26/09/2023, dentre outras sanções que o leitor pode conferir no documento ao final desta matéria.

Kiko Teixeira pode apresentar Agravo de Instrumento, na tentativa de destravar o recurso. Tentativas de suspender a condenação foram tentadas em Instâncias superiores, mas foram negadas no último dia 5 de agosto.

Kiko prepara o nome de Flávia Dotto como sua candidata ao Paço e futura presidente do PSDB da Estância

Kiko sabedor da sua condição de “político Ficha Suja” vem ensaiando na Estância alavancar o nome da primeira Dama da cidade, Flávia Dotto. O nome dele vem sendo exaltado de maneira contumaz em eventos e atividades oficiais da prefeitura em detrimento ao nome de seu vice, Gabriel Roncon (PTB). Com a ida do PSDB ao governo Kiko, é esperado que Flávia Dotto assuma a presidência da agremiação partidária.

Em Rio Grande da Serra, Kiko articula fortemente na busca de articular o vereador Akira Auriani (PSB) em dobradinha com Claudinho da Geladeira.

Em conversa recente com Akira, após o Repórter ABC questionar o parlamentar sobre qual o seu sentimento de ser apoiado por um ex-prefeito acusa pela justiça de ter desviado R$ 45 milhões da Saúde de Rio Grande da Serra?

Akira respondeu (sem revisão):

“Luiz, assim como foi com o Lula e outros gestores, cabe à justiça esse julgamento. Lembrando que ainda não tenho apoio oficial até por nao estar definido 20. Luís, acredito que as definições só aconteceram no final desse ano.”.

Deixe uma resposta