Vereadores de Ribeirão Pires farão parte de comissão para discutir metrô (linha 18 – Bronze) no ABC

Os vereadores Rogério Luiz e Silvino Castro foram escolhidos através de sorteio para comporem comissão para discutir metrô

Os vereadores Rogério Luiz (PSB) e Silvino Castro (PRB) serão os representantes da Câmara de Ribeirão Pires na comissão que será formada para discutir junto ao governo do Estado de São Paulo a implementação da Linha 18 – Bronze do metrô até a região. O convite foi enviado no final de abril pelo presidente da Câmara de Santo André, Pedro Luiz Mattos Canhassi Botaro.

Silvino e Rogério foram escolhidos durante reunião dos vereadores nesta última quarta-feira (22) através de sorteio.

A Linha 18 – Bronze é uma linha do Metrô de São Paulo, que encontra-se em projeto. Possuirá, na sua primeira fase, aproximadamente 15 km de extensão e 13 estações, transportando cerca de 314 mil passageiros por dia e ligará as estações Tamanduateí e Djalma Dutra, no centro de São Bernardo do Campo.

Essa linha é um projeto proposto por prefeitos das cidades do Grande ABC, visando a criação de uma ligação rápida entre a região e o município de São Paulo, através do Metrô de São Paulo. É prevista a construção de uma linha que deverá partir da cidade de São Bernardo do Campo, passando no limite de Santo André e São Bernardo, até chegar ao limite de São Paulo (cidade) com São Caetano do Sul, terminando na Estação Tamanduateí, interligando-se com a Linha 2–Verde do Metrô e 10–Turquesa da CPTM.

O projeto será realizado através de uma PPP (Parceria Público-Privada), contando com investimentos da ordem de R$ 3,5 bilhões, vindos das esferas estadual, federal e privada.

O traçado proposto para esta linha se inicia na Avenida Brigadeiro Faria Lima, no cruzamento com a Avenida Francisco Prestes Maia, onde será criada uma rotatória. Segue até o Paço Municipal, na área central da cidade; e do Paço prossegue pela Avenida Aldino Pinotti, onde se localizará a Estação Baeta Neves. Continua o traçado margeando o Ribeirão dos Meninos, pelas avenidas Lauro Gomes e Guido Aliberti, nas divisas entre os municípios do ABC. Em São Caetano do Sul; encontra a linha do trem e segue pela faixa de domínio da linha da CPTM até encontrar a Estação Tamanduateí.

Está em estudo, também, uma extensão da linha, conectando a Estrada dos Alvarengas (no cruzamento com a Avenida Presidente João Café Filho) e a Estação Djalma Dutra, sendo esta a 2ª fase, atendendo a regiões mais distantes do centro de São Bernardo do Campo.

Recentemente, o governador João Doria, afirmou em entrevista coletiva a imprensa de que a futura linha 18 não será sob monotrilhos

Deixe uma resposta