Prefeitos e vereadores podem ter mandatos ampliados em 2 anos. Eleições de 2.020 podem ser canceladas

Repórter ABC com informações da Câmara Federal

Segue em ritmo acelerado a tramitação da PEC 56/2019 na Câmara Federal a Proposta de Emenda à Constituição (PEC), de autoria do deputado Federal, Rogério Peninha Mendonça (MDB-SC), que pode modificar a realização das eleições no país unificando o pleito geral e municipal.

“Acrescenta o art. 115 ao Ato das Disposições Constitucionais Transitórias – ADCT, para prorrogar os mandatos dos atuais Prefeitos, Vice-Prefeitos e Vereadores, unificando as eleições gerais e as eleições municipais”, diz um dos principais trecho do documento.

Para ter validade em 2.020, a proposta precisa ser votada até outubro deste ano e já dispõe de parecer positivo da Comissão de Constituição e Justiça.

Se isso acontecer, a eleição de 2.020 seria cancelada e os mandatos dos atuais prefeitos e vereadores ampliados por mais dois anos. Assim, um novo pleito só aconteceria em 2.022 para eleger de presidente, governadores, deputados (federais e estaduais), senadores a prefeitos e vereadores.

No ABC Paulista – além dos atuais vereadores – o maior beneficiado será o prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (Cidadania).

Como único prefeito reeleito na região do ABC Paulista nas eleições de 2.016, Maranhão poderá – caso aprovada a PEC- obter a extensão de seu mandato. O mesmo se aplica a atual vice-prefeita e vereadores.

Clique aqui e acompanhe o inteiro teor da Proposta.

Um comentário em “Prefeitos e vereadores podem ter mandatos ampliados em 2 anos. Eleições de 2.020 podem ser canceladas

  • maio 20, 2019 em 6:13 pm
    Permalink

    Ainda nao tenho opiniao formada!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: