Amigão D’orto causa furdúncio com reajuste de passagens em busca de promoção pessoal

 

Propagador do ideário da detenção de uma nova política em Ribeirão Pires, o vereador Amigão D’orto (PTC), causou “grande furdúncio” na última sexta-feira (11) após anúncio do reajuste na tarifa de ônibus na cidade.

O parlamentar mobilizou todos os seus aliados possíveis para questionar o aumento de R$ 4 para R$ 4,40. Uma causa nobre e justa uma vez que parcela significativa da sociedade será obrigada a desembolsar quantia que eleva os seus custos com o transporte público.

Liberal declarado, o vereador Amigão D’orto rasgou o seu pensamento ideológico e se aventurou  nessa empreitada publicitária sem (ao que parece) pesquisar os acontecimentos na região do ABC Paulista e também na capital de São Paulo.

Das sete cidades da região, seis autorizaram aumento e percentuais muito semelhantes.

O edil em sua página pessoal no Facebook fez post’s demonstrando toda a sua insatisfação onde dirigiu-se ao Paço Municipal a procura do prefeito Kiko Teixeira que não o recebeu. Não satisfeito, acompanhado por seus liderados colheu 3.000 assinaturas num abaixo-assinado para protestar e pressionar o executivo a deletar a autorização concedida a empresa Rigras. Com a plena consciência de que o prefeito da cidade não se derrete de paixões por este editor – talvez em função dos inúmeros questionamentos que já fizemos a algumas ações de seu governo, devo reconhecer que a atitude do alcaide foi acertada em não recebê-lo, uma vez que tudo foi orquestrado em um ofegante projeto de poder que se avizinha com a chegada do pleito eleitoral previsto para o ano de 2020.

Em verdade, não foi necessário muito tempo para se chegar aos fatos. Em verdade Ribeirão Pires não tem – após o reajuste – a tarifa de transporte mais cara do ABC, conforme foi propalado e amplamente divulgado pelo vereador Amigão D’orto e seu asseclas.

Outro dado relevante é o fato do vereador já ter se reunido por duas vezes com integrantes de um ONG denominada “Movimento SeligaBrasil” para estudar o contrato de concessão do transporte público municipal na cidade. Honras e méritos devem ser dado ao edil neste ponto, isso não pode ser questionado, o que deve ser objeto de análise é o método impulsivo e cego de tentar ludibriar a população com falácias sem ao menos conhecer a realidade regional sobre o reajuste das passagens. O vereador Amigão D’orto como propagador de uma nova política, defensor de um estado mínimo peca ao adentrar na seara do mercado ao qual tanto defende.

Vale repetir que não foi consumido muito tempo para ver que o que foi concedido em reajuste localmente está bem próximo ao que foi praticado na região, na capital e inclusive o autorizado pelo novo governador do Estado de São Paulo que em Ribeirão Pires recebeu o seu apoio.

Quero salientar que não estamos aqui defendendo reajuste ou mesmo atacando posições políticas, apenas estamos trazendo a toda a população a veracidade dos fatos sem maquiagem ou más intenções ilusórias. O senhor parlamentar deveria no mínimo pedir desculpas a população pela lambança!

Segue abaixo os valores das novas tarifas a serem praticadas na região do ABC Paulista e também na capital bem como os novos valores do Metrô e trens da CPTM.

Deixe uma resposta