Profissionais de imprensa do ABC assinam Manifesto à favor da Liberdade de Imprensa

Um grupo de profissionais de imprensa do ABC Paulista e colegas da Bahia, jornalistas, publicitários, radialistas, apresentadores e chargistas, assinaram um manifesto em defesa da liberdade de imprensa e contra o candidato do PSL, Jair Bolsonaro.

No documento intitulado “Manifesto pela Permanente Liberdade de Imprensa”, os profissionais pontuam os constantes ataques sofridos por grupos do candidato e elencam o papel fundamental da imprensa para o país. Veja o documento abaixo.

Manifesto pela Permanente Liberdade de Imprensa

Em memória de Vladimir Herzog

Diante da delicada situação que assola o país, devido ao processo eleitoral em que o sentimento de ódio se sobrepõe aos sentimentos de esperança e união para mudarmos positivamente o Brasil, nós, profissionais de imprensa da região do Grande ABC, resolvemos nos manifestar.
Não seria correto nos calarmos diante do perigo iminente que a imprensa e seus profissionais correm mediante o processo claro de intimidação, opressão e desqualificação do trabalho jornalístico no Brasil, veículos e profissionais estão sendo desmoralizados por um exército do ódio, a mando de um capitão que rotula como “fake news” toda e qualquer notícia que não tenha sua aprovação pessoal.
O escrutínio jornalístico e o compromisso básico com a verdade dos fatos estão sendo atacados em decorrência de um projeto político obscuro.
Projeto este que tem os insultos às minorias, a apologia à tortura, a desqualificação da mulher como pontos conhecidos do discurso predominante.
O momento não é apenas de negar este projeto com a frase #EleNão.
É hora de afirmarmos para o país aquilo que queremos para as futuras gerações. a mesma maneira, também repudiamos ações para tolher a liberdade de imprensa advindas do Poder Judiciário, como recentes e arbitrárias proibições de entrevistas impostas pelo Supremo Tribunal Federal à Folha de S. Paulo, El País e outros meios de comunicação.
A liberdade de imprensa não pode ser relativizada.
Queremos uma sociedade justa e igualitária, em que não exista sequer homenagem ao regime que matou jornalistas e pessoas que lutaram pela liberdade de expressão e escolha.
Queremos ser julgados pelo nosso caráter e não pela cor da pele, orientação sexual, raça, credo ou lado político. Pela liberdade, assinam:

Aline Melo
Andressa Dantas
Arnaldo Silva
Bruna Serra
Camilla Feltrin
Carlos Alberto Buzano Balladas
Carlos Alberto Reis Sampaio
Cauê Gomes
Cibeli Leão
Cintia Alves
Cleber Juliano
Daniel Alcarria
Daniel Tossato
Daniel Vila Nova
Danilo Meira
Don Ernesto Guevara
Eduardo Guimarães
Fabio Bezza
Fernando Machado
Gustavo Mendonça
Isaac Ramiris Zetune
Joaquim Vidal
José Roberto de Ponte
Júlia Sanches
Luana Arrais
Lucas Rogério
Luís Carlos Nunes
Luís Izidoro
Luiza Lemos
Marcos Fidelis
Marcos Lu
Odair Capelari Junior
Paulo Sergio Cardoso
Raimundo José da Silva
Rafael Ventura
Raphael Bettega
Renato Magrini
Rita Palladino
Roberto de Sena
Rogério Aparecido Bregaisa Júnior
Rogério Junior
Samuel Boss
Santiago Carvalho Sequeira
Silvia Helena Duarte
Valdo Rocha
Vinícius Dominichelli
Vinicius Galvani
Vitor Lima
Vivian Silva
Wagner Lima

Deixe uma resposta