Toffoli não acredita na hipótese de eleições contestadas como em 2014

O presidente da República em exercício, ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), não acredita na possibilidade de “terceiro turno”. Para ele, as eleições não serão contestadas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), como em 2014 

A avaliação de Toffoli é de que todos os candidatos que, hoje, disputam as eleições, têm conhecimento sobre o processo eleitoral. “Tenho certeza que eles têm clareza de que o respeito às regras do jogo faz parte da possibilidade de uma vitória em um eventual segundo turno. Ninguém vai se arriscar a desafiar a democracia no Brasil. Nós estamos atentos a defender a democracia”, declarou.

O otimismo de Toffoli, no entanto, não encontra amparo nas últimas declarações do candidato Jair Bolsonaro (PSL). A candidatura do capitão reformado do Exército protocolou representação no TSE reiterando a possibilidade de fraude às urnas eletrônicas. Acusa, ainda, o PT de disposição para alterar o pleito. O deputado lidera as pesquisas de intenção de voto e o candidato petista, Fernando Haddad, aparece em segundo. Do Correio Braziliense, editado.

Deixe uma resposta